25/04/2014 às 22h45min - Atualizada em 25/04/2014 às 22h45min

Empresário que atropelou namorada após discussão se apresenta na delegacia

Olhar Direto
Valdeir Gonçalves - RedeTV

O empresário Sérgio Santos Farias, 40 anos, se apresentou por volta das 16 horas de sexta-feira (25) na delegacia de polícia de Barra do Garças após o incidente que ceifou a vida da namorada Raiane Francine Maciel da Silva, 20 anos. O fato causou comoção na cidade porque o atropelamento teria ocorrido após uma discussão do casal.

Sérgio estava sendo visto pela polícia como foragido. Ele chegou na delegacia acompanhado de parentes e do advogado Reinaldo Leite de Oliveira. Houve tumulto com a imprensa tentando ouvir o empresário e um dos parentes de Sérgio chegou a dar chutes que acertaram o jornalista Roberto Santos da Tv Record. 

Os repórteres chegaram a perguntar se ele Sérgio tinha matado Raiane e o empresário respondeu que não tinha matado ninguém. O delegado regional Adilson Gonçalves acompanhou a chegada do empresário e informou que por volta das 18 horas concederá entrevista explicando se ele permanecerá preso ou não.

A polícia esteve ouvindo testemunhas e familiares que acreditam que Raiane foi atraída para construção do empresário no bairro Jardim Anchieta onde houve a discussão e depois o atropelamento. O fato aconteceu na rua 21 no bairro Jardim Anchieta na manhã de quinta-feira (24), quando Raiane procurou Sérgio para terminar o namoro.

Segundo a família, a garota queria terminar o relacionamento por causa de supostas agressões do empresário. A tia de Raiane, Euvânia Maciel, conta que já viu a sobrinha com a boca cortada por causa de agressão e aconselhou para que ela largasse do empresário, porém a moça nunca o denunciou acreditando que ele pudesse mudar conta outro tio da jovem.

Sérgio e Raiane frequentavam a igreja Assembléia de Deus, ministério Madureira. Ele como presbítero e ela como integrante do grupo de jovens. Mesmo com as agressões mencionadas pela família, no face, Raiane se dirigia ao namorado com carinho e agradecia a Deus por colocá-lo no caminho dela.

O advogado de Sérgio nega o atropelamento intencional e diz que foi acidente e queo cliente dele afirma que houve a discussão e que Raiane teria se jogado na frente da camioneta de Sérgio. O empresário nega as agressões a Raiane que foram comentadas pela família.

“Antes de assumir o caso eu procurei na delegacia e não encontrei nenhuma ocorrência de agressão contra mulher cometida por Sérgio”, salientou o advogado. O empresário está sendo ouvido pelos delegados Débora Cardoso, Joaquim Leitão, Delson Moura e Adilson Gonçalves. O caso ganhou repercussão principalmente na rede social.  


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.2%
18.1%
75.3%