06/04/2011 às 22h06min - Atualizada em 06/04/2011 às 22h06min

Vereador rompe com prefeito alegando que era desprezado

Sávio e Wanderlei se desentenderam por causa do Barra Futebol Clube

Olhar Direto
Reprodução Vereador e presidente do BGFC, Sávio Carvalho (PDT)

O vereador de Barra do Garças, Sávio Carvalho (PDT), oficializou a saída da base de sustentação do prefeito Wanderlei Farias (PR) durante a sessão de terça-feira (5). Em discurso inflamado, o pedetista disse que não agüenta mais ser humilhado no grupo do prefeito e decidiu aderir o bloco de oposição. A briga entre o vereador e o prefeito começou com a polêmica sobre ajuda da prefeitura ao departamento amador do time do Barra, onde o vereador é presidente.

O recurso de 70 mil prometido ao departamento amador do Barra está bloqueado sob alegação de uma proibição do Ministério Publico (MPE) que no entendimento do parlamentar não tem motivo para suspensão. Sávio reclamou que está sendo desprezado pelo prefeito e por isso decidiu sair da base.

O vereador criticou o prefeito que supostamente criou uma blindagem, porém alertou que essa barreira pode romper. Sávio frisou que se sente desprestigiado quando não é atendido por algum secretário e enfatizou que não foi eleito para não ser atendido nos seus pleitos junto à comunidade. O pedetista alertou ao prefeito que o seu secretariado pode levá-lo a derrota. “Um secretária que não tem educação é um exemplo da equipe do senhor prefeito”. Frisou.

Sávio disse que não tem receio de ser vereador de oposição afirmando que não é filho de pai assombrado. Sobre a sua situação financeira, o vereador revelou que está devendo R$ 360 mil e que já quebrou sete vezes e sempre se levantou e se for necessário ele está pronto para quebrar de novo e recomeçar a sua vida. Mas de cabeça erguida e longe do prefeito.

A vereadora Antônia Jacob (PR) da base do prefeito pediu calma ao ‘colega’ para que ele reflita sobre essa decisão. A republicana enalteceu na tribuna que o relacionamento entre o vereador e prefeito era o melhor possível e que não justificaria a reclamação do parlamentar. Agora a bancada de Farias ficou com sete vereadores e a oposição com três.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.9%
17.6%
76.5%