11/04/2014 às 17h07min - Atualizada em 11/04/2014 às 17h07min

Prefeituras de Mato Grosso fecham sexta-feira em manifesto nacional

Olhar Direto
Olhar Direto

A maioria das prefeituras de Mato Grosso vai aderir o movimento nacional de sexta-feira (11) na campanha ‘Viva o seu Município’ encabeçada pela Federação Nacional dos Municípios (FNM) e Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) com objetivo de sensibilizar o Congresso Nacional e Governo Federal para melhorar os repasses das prefeituras.

O prefeito de Barra do Garças, Roberto Farias, anunciou que fechará a prefeitura, mas mantendo os serviços essenciais da saúde, educação, transporte, limpeza pública e turismo com funcionamento do parque das Águas Quentes. “Nós decidimos acompanhar esse movimento porque achamos justos as reivindicações dos municípios que ficam com a parte menor do bolo de arrecadação”, completou Beto.

Hoje dos 100% arrecadados pouco mais de 5% ficam com os municípios de acordo com levantamento da FNM. Na pauta, os prefeitos querem o aumento de 2% do Fundo de Participação dos Municípios; aprovação da emenda constitucional que altera a participação FPM dos atuais 23,5% para 25,5% da arrecadação nacional do IPI e do IR. Isso representaria, em 2014, um aporte de mais de R$ 7,2 bilhões aos cofres municipais, auxiliando, sobretudo, os pequenos e médios municípios, que têm no FPM uma de suas mais importantes fontes de receitas.

Os gestores municipais também pleiteiam as desonerações do Imposto de Produtos Industrializados somente da parcela da União. O governo federal pode conceder renúncias de impostos para fomentar a economia.

O prefeito Roberto disse que concederá uma entrevista para sociedade explicando o motivo do fechamento da prefeitura. “Vamos deixar claro a população que as coisas acontecem são no município e por isso precisamos de mais recursos para atender as demandas da cidade”, finalizou.  


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.3%
18.2%
75.2%