28/07/2021 às 17h17min - Atualizada em 28/07/2021 às 17h17min

Primeira-dama distribui cestas básicas, cobertores e itens de higiene na fila dos 'ossinhos'

Olhar Direto
Araguaia Notícia
Diante da repercussão nacional, a primeira-dama Virginia Mendes e a secretária Rosamaria Carvalho (Assistência Social e Cidadania), distribuíram cestas básicas, cobertores e itens de limpeza e higiene pessoal para as pessoas que se enfileiraram em frente ao Atacadão da Carne, no bairro CPA II, em Cuiabá, em busca de doação de ossinhos de vaca, nesta quarta-feira (28).

Uma equipe de assistentes sociais da Setasc acompanha a ação e faz o cadastramento das famílias que estão no local. O objetivo é colocá-las no programa de redistribuição de renda do estado, o Ser Família Emergencial, que paga atualmente o valor de R$ 150.

De acordo com Rosamaria, a distribuição demonstra o empenho do governo estadual. “Nós estamos aqui para mostrar que estamos presentes em todas as ações, principalmente aquelas que olham as necessidades dos menos favorecidos”.

A distribuição de cestas básicas faz parte do Programa Vem Ser Mais Solidário, coordenado pela primeira-dama e executado pela Setasc. Nesta quarta-feira (27), por exemplo, Virginia esteve na Diretoria Geral da Polícia Civil para realizar a entrega simbólica de 800 cestas básicas que serão distribuídas para famílias carentes de municípios do interior do estado.

Na segunda-feira (26), o governador Mauro Mendes (DEM) questionou quais as ações estavam sendo realizadas pela Prefeitura de Cuiabá, que seria responsável pelas ações para atender tais famílias. Durante a distribuição nesta quarta, Virginia ponderou que o estado, que já entregou mais de 46 mil cestas báscias neste ano em Cuiabá, deve atuar independente de quem seja a responsabilidade.

"Precisamos muito ampliar o atendimento em Cuiabá, pois aqui trabalhamos sozinhos. Estamos entregando muitas cestas e cobertores. Pra gente não interessa se (o município) está fazendo ou não, o que interessa é fazer nossa parte. Onde sabemos que há pessoas precisando, nós iremos. O importante é enxergar e resolver os problemas das pessoas. A fome não espera, ela mata. Estamos fazendo nossa parte e realizando parcerias. O importante é matar a fome", declarou.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.9%
5.1%
20.5%
72.6%