06/04/2014 às 16h45min - Atualizada em 06/04/2014 às 16h45min

Aluno do IFMT reivindica através de carta vaga no alojamento

Agencia da Noticia
Iteresante News

O aluno do curso Técnico em Agropecuária Flavio Henrique Barbosa, estudante do 2º ano, enviou nesta sexta-feira(04) uma carta ao Agência da Notícia, denunciando algumas irregularidades dentro do Campus do IFMT de Confresa.

Segundo o estudante, ele teria perdido a vaga no alojamento da escola, por abuso da direção.

Consta na carta que mesmo o alojamento tendo 80 vagas sendo que somente 31 são preenchidas no Campus, o aluno teria perdido a vaga após voltar das férias, o motivo seria o não uso do uniforme e além de ter recebido advertências por bagunça que segundo ele foi cometido por colegas de alojamento. “Após as férias, uma semana atrás, no dia 30/03/2014, ao chegar no instituto para entrar no alojamento, fui informado de que havia perdido este privilégio. Ao questionar o por quê, fiquei indignado com o motivo: Por ir sem uniforme para a escola, eu havia ganhado 2 advertências, e por bagunça de outros alunos no alojamento, mais 3, totalizando 5 advertências, e sendo assim, perdi a vaga no alojamento”, explicou ele na carta.

Ainda segundo Flavio, o regimento interno do campus diz que ir sem uniforme para a escola tem a punição de advertência verbal. Caso ocorra uma segunda vez, se pune com advertência escrita. “Porém, no meu caso, fui advertido de forma escrita diretamente, sem nenhum aviso”, explica ele.

Na carta ele ainda diz que não tem condições de estudar se precisar pagar aluguel, ele foi acolhido na casa de colegas do Instituto e aguarda uma posição do Campus ao qual já pediu para rever a situação.

O Agência da Notícia entrou em contato com a Direção do IFMT em Confresa, porém até o fechamento desta matéria não tivemos retorno nem da Direção e nem da Assessoria de Imprensa do Campus.

Abaixo leia a carta na Integra escrita pelo aluno.

 

A realidade do IFMT – Campus Confresa

Eu, Flávio Henrique Barbosa, gostaria de informar a toda a população, aos pais e também aos alunos que pretendem cursar o ensino médio integrado no IFMT – Campus Confresa, sobre a realidade desta escola tão importante para nossa região.

No dia 06/05/2013, iniciei meus estudos nesta instituição, e sendo de Vila Rica – MT, e por não ter condições de alugar um local para morar, me tornei alojado.

Ao começarem as aulas, logo me destaquei dos demais, por possuir uma certa facilidade de aprendizado. Passei em 2° lugar no processo seletivo, e no primeiro bimestre, minhas notas foram todas acima da média escolar.

Durante o segundo bimestre do ano letivo de 2013, foi realizado um simulado do ENEM, a nível de ensino médio, no qual fiquei classificado em 1° lugar da escola. Com isto, minhas notas neste, e nos próximos bimestres continuaram boas, sendo algumas, excelentes.

No final do terceiro bimestre, eu já estava aprovado em 16, das 18 matérias do curso técnico em agropecuária. As outras duas matérias que sobravam, foram atingidas com êxito durante o quarto bimestre.

Durante as férias, fui para casa, em Vila Rica e como pedia o Edital de inscrições para o alojamento, deixei todos os documentos necessários para a reavaliação do meu pedido de admissão.

Porém, após as férias, uma semana atrás, no dia 30/03/2014, ao chegar no instituto para entrar no alojamento, fui informado de que havia perdido este privilégio. Ao questionar o por quê, fiquei indignado com o motivo: Por ir sem uniforme para a escola, eu havia ganhado 2 advertências, e por bagunça de outros alunos no alojamento, mais 3, totalizando 5 advertências, e sendo assim, perdi a vaga no alojamento.

Um amigo que estava no IFMT no momento, me chamou para ir até a sua casa, para ficar lá até encontrar um lugar para morar.
Segundo o regimento interno do campus, ir sem uniforme para a escola, tem a punição de advertência verbal. Caso ocorra uma segunda vez, se pune com advertência escrita. Porém, no meu caso, fui advertido de forma escrita diretamente, sem nenhum aviso.

Na outra ocasião em que fui advertido por estar sem uniforme, não havia água no alojamento, caso que se repete constantemente, e portanto não havia como eu lavar meu único uniforme.

Ao justificar desta mesma forma para a servidora do campus que trabalha na CAE – Coordenação de Assistência ao Educando, esta me tratou de forma extremamente grosseira e rude, outro caso que ocorre frequentemente neste Campus, sendo que esta mesma servidora, já se ausentou do campus por mais de dois meses, sem nenhuma justificativa.

Neste ano letivo, que se iniciou no dia 31/03/2014, o alojamento masculino conta com apenas 31 alunos alojados, sendo que possui vagas para até 80 alunos. Se existem tantas vagas, por que retirar mais alunos do alojamento, se possuem boas notas e bom comportamento? Por serem críticos e enxergarem os problemas da escola?

Já fiz de tudo para tentar voltar ao alojamento, porém, a diretora se recusa a me deixar voltar para o mesmo.

Gostaria de pedir aqui, a compreensão e apoio dos cidadãos de Confresa e região, para que eu possa voltar a residir no alojamento do IFMT, ou minha única opção seria voltar a morar em Vila Rica, e desistir do curso.

Aproveitando a oportunidade, gostaria de tornar de conhecimento público, que nesta instituição de ensino, ocorrem vários problemas, tanto no alojamento, quanto na própria escola.

Agradeço à Agência da Noticia por publicar este texto, e agradeço a todos aqueles que me apoiarem nesta briga contra a corrupção e perseguição no IFMT – Campus Confresa. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.3%
18.0%
75.3%