22/07/2021 às 11h07min - Atualizada em 22/07/2021 às 11h07min

General Carneiro está em 2º lugar entre municípios que mais vacinam contra Covid em MT e tem chance de ganhar prêmio

O governador Mauro Mendes lançou o programa Imuniza MT que distribuirá 65 milhões para os municípios que tiverem mais eficácia na vacinação. O prefeito Marcelo Aquino ressaltou que General está bem adiantada com a segunda dose e já imuniza jovens de 18 anos

Araguaia Notícia
A cidade de General Carneiro, administrada pelo prefeito Marcelo Aquino, aparece em segundo lugar no ranking do estado de Mato Grosso entre os municípios que mais aplicaram a segunda dose segundo informação da Secretaria Estadual de Saúde. General está com 30% de aplicação da segunda dose, atrás somente, da cidade de Nossa Senhora do Livramento com 32% da população imunizada com a segunda dose.

Esse desempenho de General Carneiro se deve ao empenho do prefeito Marcelo Aquino, equipe da saúde e claro a conscientização da comunidade sobre a importância de vacinar. No dia 15 de julho, o município já começou a vacinar jovens de 18 sem comorbidades. 

E a boa notícia vem agora, a cidade de General Carneiro pode ganhar prêmios com esse trabalho de vacinação contra a Covid. O governo de Mato Grosso criou um programa para premiar os municípios que tiveram o melhor desempenho nas campanhas de imunização contra a Covid-19 no estado. O ‘Imuniza MT’ será lançado nesta quarta-feira (21), no Palácio Paiaguás. O objetivo é aumentar o índice de vacinação junto à população, contra as doenças que dispõem de imunobiológicos, de maneira que Mato Grosso alcance as metas das campanhas estipuladas pelo Ministério da Saúde.

Mais dois municípios do Araguaia aparecem entre os que mais vacinam: Campinápolis com 25% e São Felix do Araguaia com 21%. Na pontam ainda estão Santo Afonso, com 28% e Gaúcha do Norte.


De acordo com o secretário estadual de saúde Gilberto Figueiredo, explicou que o “Imuniza MT” será dividido nas categorias bronze, prata, ouro e diamante. “Vamos categorizar os municípios em quatro faixas a serem premiadas. Os bons gestores vão capitalizar em cima desse assunto e o governo do Estado vai injetar um volume de recursos muito substancial ao longo desses quatro anos para que a gente consiga ter cobertura vacinal e impedir a volta de doenças já controladas. Também evitar ‘os efeitos colaterais’ daqueles cidadãos que não estão se vacinando e, no futuro, poderão ser acometidos por alguma doença”, explicou.

“Em dezembro, vamos fechar uma análise anual sobre um conjunto de dez vacinas. Aí sim vamos ranquear os municípios e avaliar cada performance. Os municípios, conhecendo as regras do jogo, poderão acelerar e montar estratégias de vacinação”, concluiu.

As cidades que menos vacinaram até então, foram Lucas do Rio Verde, Colniza, Campo Novo do Parecis, Cotriguaçu, Tapurah e Sapezal, todas com apenas 4% da população imunizada com a segunda dose da vacina.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.0%
23.7%
1.3%