24/06/2021 às 22h30min - Atualizada em 24/06/2021 às 22h30min

Pedreiro está em estado grave após cair de telhado, quebrar as pernas e aguarda há 28 dias por cirurgia em MT

Josué da Silva conta que caiu de pé, fraturando uma das pernas em vários locais e rompendo o ligamento da outra.

G1 MT
Araguaia Notícia
Um pedreiro, morador de Diamantino, a 181 km de Cuiabá, aguarda há 28 dias por uma cirurgia nas duas pernas após cair de uma altura de 5 metros.

Josué da Silva conta que caiu de pé, fraturando uma das pernas em vários locais e rompendo o ligamento da outra.

Os médicos do município afirmaram que a cirurgia é complexa e teria que ser feita em Cuiabá. Desde então, ele aguarda por uma vaga para realizar o procedimento.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) afirmou ao G1 que vai se pronunciar sobre o caso. O posicionamento será acrescentado na matéria.


Josué diz que foi informado que existe uma fila, apesar de o caso dele ser considerado grave.

Ele está utilizando cadeira de rodas e não pode trabalhar.

Josué está há 12 dias em casa, aguardando o retorno da SES.

“Uma perna fraturou toda e, a outra, o tendão está machucado. Quando eu tento pisar, a perna fica mole e eu caio. Sem a cirurgia não tem o que fazer. Em Diamantino não dá para fazer porque os médicos disseram que eu preciso de uma UTI. Só eu e Deus sabemos o que estou passando”, disse.

Ele diz que não entende o motivo da demora já que o caso dele é grave e urgente. “Não sou médico, mas não dá para entender esse negócio. É complicado”, desabafa.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.0%
23.7%
1.3%