24/06/2021 às 08h31min - Atualizada em 24/06/2021 às 08h31min

Roberto Farias recebe mais um convite para ser candidato a deputado estadual pelo DEM

Assessoria
ARAGUAIA NOTÍCIA
Foto: Edevilson Arneiro
O ex-prefeito Roberto Farias está avaliando mais um convite para se filiar no DEM e concorrer às eleições do próximo ano. Depois de receber convites do ex-governador Júlio Campos e do governador Mauro Mendes, agora foi a vez do senador Jayme Campos convidá-lo a ingressar nas fileiras do partido.

Ainda no MDB, mas sem espaço devido decisões tomadas pela cúpula regional, Roberto Farias já está ouvindo sua base eleitoral, que o ajudou a elegê-lo prefeito de Barra do Garças por duas vezes, para tomar anunciar uma decisão. Segundo ele, no momento oportuno seu destino político será anunciado.

“É uma decisão a ser avaliada com calma. Tenho um grupo político que me acompanha e que sempre participou das minhas posições políticas e diante disso, seria egoísmo por minha parte tomar uma decisão sozinho”, disse o ex-prefeito, que desde que deixou o cargo, está se dedicando aos negócios particulares.

O senador Jayme Campos ressaltou que já tinha conhecimento dos convites feitos pelo ex-governador Jayme Campos e do governador Mauro Mendes para a filiação de Roberto Farias ao DEM, mas resolveu reforçar esse convite pela liderança que o ex-prefeito exerce na região de Barra do Garças e pela ótima administração que fez por oito anos na cidade.

“Há uma ligação do ex-governador Júlio Campos com a família e, além dessa ligação, a mãe do Beto é minha segunda suplente no Senado e sua filiação será bem-vinda para que possa disputar uma vaga como pré-candidato a deputado estadual. Estamos aguardando a sua decisão”, disse o senador.

Além do DEM Roberto Farias já havia recebido convites para se filiar no PSB, do presidente da Assembleia, deputado Max Russi, e do PP, do deputado federal Neri Geller.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.0%
23.7%
1.3%