19/06/2021 às 12h02min - Atualizada em 19/06/2021 às 12h02min

Polícia prende 8 envolvidos em assassinato de jovem torturado e jogado em ribanceira

Araguaia Notícia
Reportagem: G1 MT 

Oito pessoas foram presas nesta sexta-feira (18), em Lucas do Rio Verde (MT), suspeitas de envolvimento em um homicídio qualificado ocorrido há dois dias na cidade. Os suspeitos também foram autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

De acordo com a investigação da Delegacia da Polícia Civil de Lucas do Rio Verde, o homicídio que vitimou Maurício Ferreira Lucas, de 27 anos, na noite de terça-feira (15), pode ter sido motivado por uma briga entre facções criminosas. Numa ação rápida desencadeada pela Polícia Civil, 12 pessoas foram conduzidas à delegacia, sendo 9 maiores de idade e três menores. Oito delas foram presas por envolvimento no crime.

Conforme as informações colhidas pela equipe de investigação, testemunhas relataram que a vítima estava em um bar, localizado no bairro Parque das Américas, com outras pessoas. Por volta das 23h da terça-feira, um veículo, em atitude suspeita, teria saído de uma região de mata, próximo ao Rio Verde, onde o corpo de Maurício depois foi encontrado em uma ribanceira.

O corpo foi localizado na manhã de quarta-feira (16) por um homem que passava pelo local, que acionou a Polícia Civil. A vítima apresentava marcas de tortura e estava bastante ferida. A perícia apontou um disparo de arma de fogo na virilha.

As diligências para localizar foram coordenadas pelos delegados Marcello Henrique Maidame e Eugênio Rudy Junior.

A Polícia Civil apurou também que a vítima era natural do Espírito Santo e estava em Lucas do Rio Verde há um mês. Maurício fez amizade com alguns dos suspeitos, ocasião em que os criminosos descobriram uma foto em que a vítima fazia menção a uma facção criminosa com atuação em São Paulo, razão pela qual, supostamente, o grupo determinou a morte.

As diligências realizadas assim que a Polícia Civil foi acionada para apuração do crime apontaram que o grupo envolvido premeditou a morte da vítima, primeiramente, levando-a a um bar e ingerindo bebida alcoólica junto com Maurício. Depois, os criminosos levaram a vítima a uma casa e em seguida a atraíram para uma região de mata, no bairro Parque das Américas, onde Maurício foi torturado e executado.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%