18/06/2021 às 09h10min - Atualizada em 18/06/2021 às 09h10min

Estudante de odontologia escreveu carta para simular suicídio de namorada: “frio e calculista”

Olhar Direto
Araguaia Notícia

O estudante de odontologia de 24 anos preso na manhã desta quinta-feira (17), no Shopping Popular, em Cuiabá, acusado de matar Dennila Cris Dantas Barbosa, de 19 anos, teria escrito uma carta para simular o suicídio da namorada. Depois de assassiná-la com requintes de crueldade, ele também colocou a faca usada no feminicídio na mão da jovem. O crime aconteceu na tarde desta quarta-feira (16) em uma casa no centro do município de Araputanga (a 337 km de Cuiabá).

“Um notebook da vítima foi apreendido com ele. Bastante frio e calculista, se diz terminando uma graduação em odontologia e com família no Estado do Ceará. É um feminicídio claro, onde você vê o ódio do agressor para com a mulher, matou com uma faca. E pior, neste caso foi covarde para matar e covarde para não assumir. Não só fugiu como tentou simular um suicídio. Outro detalhe, segundo investigadores, ele deixou no computador da vítima uma carta de despedida como se fosse ela dizendo que estava se matando. Mas tudo indica que ele a matou”, disse ao Olhar Direto o delegado Caio Albuquerque da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

De acordo com informações da Polícia Civil, o crime ocorreu por volta das 13h25 de ontem (16) em uma residência no centro de Araputanga. A Polícia Militar foi a primeira acionada para atender a ocorrência.

A mãe da vítima procurou a delegacia para pedir socorro, dizendo que sua filha estava esfaqueada dentro de casa. Os policiais avistaram a vítima em um quarto, caída no chão e com muito sangue ao redor. Uma ambulância então foi acionada.

A porta da casa estava trancada, mas a mãe da jovem disse que a janela da cozinha fica encostada e então a polícia conseguiu entrar e verificou que Dennila já estava sem vida, com um corte profundo no pescoço, um corte no braço e a faca estava em sua mão direita.

A PM acionou a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e a princípio o caso havia sido registrado como suicídio. No entanto, após apurações a Polícia Civil verificou que se tratava de um feminicídio.

O suspeito seria o namorado dela. Os dois teriam se conhecido pela internet e a jovem já teria visitado ele no Ceará, e agora teria vindo visitá-la.

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.0%
23.7%
1.3%