15/06/2021 às 07h49min - Atualizada em 15/06/2021 às 07h49min

Líder indígena morre de covid 22 dias após perder o filho para a doença

Reportagem: Jessica Bachega / Gazeta Digital via Araguaia Notícia 

A trabalhadora autônoma Francisca Matucari, 64, morreu de covid-19 no sábado (12), em Cáceres (225 km a Oeste de CUiabá). Ela é mãe do professor de história Esvanei Matucari Teixeira, 45, morto pela doença no mês passado.

Ambos foram internados na mesma época no Hospital Regional de Cáceres. O docente faleceu e a mãe seguiu internada, mas também não resistiu.

Mãe e filho eram pertencentes ao povo chiquitano e muito engajados com as causas indígenas. Esvanei era professor da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). A instituição emitiu nota de pesar pela perda da idosa.

A mulher também foi acadêmica da Unemat e incentivadora da Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid).

“A Universidade do Estado de Mato Grosso lamenta a morte prematura da liderança indígena do povo chiquitano e deseja força para a família e amigos superarem esse momento de perda”, diz trecho da nota.

"Amigos/as muitos em Cáceres estamos em luto pela morte destas duas lideranças Chiquitanas pela covid-19 no espaço de menos de um mês da morte do meu amigo e irmão Esvanei e sábado dia 12 da sua mãe Francisca Matucari que deixou filhas órfãs e netos. Podiam estar vacinados e protegidos, mas a política de morte do atual governo federal não quis protegê los como a tantos milhares de mortos também", lamentou o amigo João Ivo Puhl.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%