25/05/2021 às 23h20min - Atualizada em 25/05/2021 às 23h20min

Mulher de radialista de Barra do Garças morre após parada cardíaca

Ilda Quellen estava internada em Goiânia. Ela é esposa do radialista Eurides Filho que mora em Aragarças e atua em Barra do Garças

Araguaia Notícia
Ilda Quellen, de 36 anos, faleceu após parada cardíaca
Uma notícia muito triste para o segmento da comunicação de Barra do Garças-MT e região. Faleceu na noite de terça-feira (25/5) após duas paradas cardíacas em Goiânia, Ilda Quellen Rodrigues Alcântara, de 36 anos, esposa do radialista e repórter Eurides Filho, que trabalha na Rádio Vale do Araguaia FM de Barra do Garças, mas reside no município de Aragarças-GO.

Segundo informações, Quellen teve uma pneumonia pós-covid e foi levada para Goiânia onde estava internada há quatro dias. E na noite de terça-feira, infelizmente, ela teve duas paradas cardíacas e mesmo com toda luta dos médicos não conseguiram reanimá-la.

A família acredita que Quellen que havia se curado da Covid enfraqueceu o organismo devido ao vírus causando anemia e pneumonia.

Ildaquellen deixa dois filhos com o radialista Eurides, que está desolado. A informação é que houve muito desespero na casa da família quando a notícia sobre a morte de Quellen chegou.

Rapidamente a informação sobre a morte da esposa do Eurides Filho se espalhou também na rede social com vários amigos deixando mensagens de pesar ao radialista e familiares:

“Eurides Filho, Que Deus conforte você e sua família neste momento de dor e angústia. Desejo que tenham força para suportar essa perda tão injusta. A vida é mesmo uma linha frágil onde caminhamos sem saber o que nos reserva o passo seguinte. Que as recordações que restaram sejam uma fonte de coragem para evitar que o desânimo tome conta dos corações de vocês. Que Deus te receba de braços abertos Ilda Quellen Alcantara descansa em paz minha linda”, destacou a professora de zumba e amiga da família, Faby Peres.




Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.1%
24.5%
1.4%