28/04/2021 às 19h47min - Atualizada em 28/04/2021 às 19h47min

Jovem sem CNH é preso ao cair da motocicleta após 12 km de perseguição policial; vídeo

Durante a fuga, ele faz manobras arriscadas e transita pela contramão, além de estar em alta velocidade. Velocímetro de moto conduzida por um dos policiais chega a marcar 120 km/h.

G1 GO
Araguaia Notícia
Um motociclista de 22 anos foi preso após desobedecer uma ordem de parada e fugir de um bloqueio feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Goiânia. Uma câmera instalada no capacete de um dos policiais registrou que o jovem só foi detido ao cair da moto durante a perseguição, que durou 12 km . Segundo a PRF, o rapaz não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O nome do motociclista não foi divulgado pela corporação. Portanto, o G1 não conseguiu localizar a defesa dele para que pudesse se posicionar sobre o caso.

O jovem foi preso na tarde da última segunda-feira (26). Segundo a PRF, policiais rodoviários faziam uma fiscalização no perímetro urbano da BR-153 quando deram ordem de parada ao motociclista. No entanto, para não ser abordado, segundo a corporação, ele jogou a moto contra um policial e fugiu.

As imagens registram que, durante a fuga, o jovem passa por ruas e avenidas bastante movimentadas da capital. Ele chega a praticar manobras arriscadas e transita pela contramão, além de estar em alta velocidade. O velocímetro da moto conduzida por um dos policiais chega a marcar 120 km/h. A perseguição só termina quando o jovem perde o controle da moto e cai ao fazer uma conversão.

De acordo com a PRF, após ser detido pelos policiais, o jovem contou que a motocicleta pertence ao seu patrão, um comerciante que vende tênis e o contratou para fazer a entrega dos calçados.

Ainda segundo a corporação, o jovem e a moto foram encaminhados à Central de Flagrantes de Goiânia. Segundo a PRF, as infrações cometidas por ele durante a fuga resultaram em R$ 6 mil em multas. Ele também poderá responder por condução perigosa e risco de dano.

Como o nome do motociclista não foi divulgado pela corporação, o G1 não conseguiu checar junto ao Poder Judiciário se ele permanece preso até a manhã desta quarta-feira (28).


Notícias Relacionadas »
Comentários »