Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
06/03/2014 às 00h33min - Atualizada em 06/03/2014 às 00h33min

Pioneira que trocou Bahia por Mato Grosso morre aos 93 anos

Araguaia Notícia
Araguaia Notícia retrato da casamento de Francisca na BA

A cidade de Barra do Garças, 509 km de Cuiabá, perdeu quarta-feira (5) mais um moradora pioneira que viu o desenvolvimento da região, a dona-de-casa Francisca Rosa Campos, que faleceu aos 93 anos de idade, por problemas de saúde. Ela era integrante de uma comitiva que veio a cavalo da Bahia para Mato Grosso na década de 40.

Tudo começou com Antônio Primo que veio a pé de Correntina até o Araguaia e depois convidou o restante da família. Foi então formada uma comitiva sob comando de Albano de Almeida Couto que trouxe a irmã Francisca, o cunhado Antônio Padeiro, João da Vaca, Benedito, entre outros integrantes que viajaram três meses.

Primeiramente a comitiva parou em Baliza-GO, depois Francisca e esposo Antônio Padeiro se mudaram para Barra do Garças onde criaram oito filhos: Jeremias, Valdeci, Claudina, Valdemira, Alzira, Rosa, Levina e Maria (esta última já falecida). Francisca pertencia a família de seis irmãos, dos quais cinco já morreram: Cassiana, Maria, Josina, Joana, Francisca e Albano e ficou somente Generosa, 88 anos, que reside em Goiânia.

A história destes baianos se assemelha a de outros imigrantes que aqui prosperaram e ajudaram a escrever a história de Mato Grosso como o maior produtor de gado, soja, algodão e girassol. No passado, eles vieram motivados pela febre dos diamantes e a possibilidade de ganhar um pedacinho de chão e multiplicaram as famílias com mais de mil descendentes espalhadas entre Goiás e Mato Grosso.

O enterro de Francisca será quinta-feira (6) no cemitério no Nova Barra.
 

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90