23/04/2021 às 20h58min - Atualizada em 23/04/2021 às 20h58min

Mulheres são presas com veículo de luxo que seria trocado por drogas; usaram criança para despistar

Olhar Direto
Araguaia Notícia
Duas mulheres foram presas em flagrante, na última quinta-feira (22), com um veículo de luxo que seria trocado por drogas, em Mato Grosso. Elas estava andando com uma criança, na tentativa de despistar a fiscalização. A ação conjunta foi da Polícia Civil, realizada pelas equipes das Delegacia Regionais de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), Tangará da Serra (239 km a Médio-Norte) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Um homem, que viajava em outro veículo de luxo e com uma certa distância, para também tentar despistar os policiais, também acabaram presos. 

Os veículos de alto valor de mercado, sendo um Honda HRV e Jeep Compass, foram abordados na BR 364, Km 200, em momentos distintos, sendo o primeiro conduzido por um homem e o segundo ocupado por duas mulheres e uma criança.

Em verificação preliminar foi constatado que os veículos são produtos de roubo/furto e estavam com sinais de adulteração no chassi e motor. No momento da abordagem, os suspeitos apresentaram documentos falsos dos respectivos veículos.

Questionada, a condutora do Jeep Compassa disse que buscou o veículo na Rodoviária do Rio de Janeiro (RJ), a pedido do marido (não localizado). Segundo as investigações, os dois veículos viajavam juntos, porém com uma pequena diferença de tempo para dificultar o trabalho de fiscalização policial.

Os trabalhos identificaram um quinto suspeito envolvido com o grupo criminoso, que está no Rio de Janeiro e que teria a função de adulteração dos veículos e falsificação dos documentos. Os três suspeitos flagrados com os veículos, na quarta-feira (22), tinham a função de trazer os carros para Mato Grosso, onde seriam trocados por drogas.

Uma das mulheres presas é esposa do suspeito responsável pela falsificação dos veículos e que está com o mandado de prisão em aberto pela Comarca de Tangará da Serra. Diante das evidências, os suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Tangará da Serra onde foi lavrado o flagrante.

Os suspeitos responderão pelos crimes de receptação, adulteração de sinal identificador de veículo, falsificação de documento particular, uso de documento falso e organização criminosa. A criança que estava com os suspeitos foi entregue ao Conselho Tutelar de Rondonópolis
Notícias Relacionadas »
Comentários »