31/03/2021 às 21h31min - Atualizada em 31/03/2021 às 21h31min

Menor frio e perigoso confessa que matou dono de marcenaria em Barra do Garças

Os delegados assim definiram adolescente que matou 3 pessoas na Barra no espaço de 19 dias

Araguaia Notícia
A vítima Geraldo estava jurada por facção conta menor que o executou
Um menor frio e perigoso, foi assim que os delegados definiram o perfil criminoso de um adolescente de 17 anos que confessou três homicídios em Barra do Garças que ele cometeu no intervalo de 19 dias, segundo a polícia, a pedido de uma facção criminoso. O infrator A.E.A.S foi preso na Operação Castelo de Areia, que também elucidou a morte de um casal de namorados que ocorrido no dia 09/02.
 
Só que antes disso, no dia 21/01, o mesmo menor apreendido confessou que assassinou o dono de uma marcenaria em Barra do Garças, José Geraldo da Silva.
 
O menor foi preso durante conclusão da Operação Castelo de Areia que foi concluída na quarta-feira (31/3) pelos delegados Antônio Moura, da 2ª DP do bairro São José, e Joaquim Leitão, da Especializada de Roubos e Furtos (DERF).
 
O primeiro crime cometido pelo adolescente foi contra o Geraldo quando ele estava indo buscar uma betoneira no bairro Novo Horizonte. O carro da vítima estava em movimento quando uma moto emparelhou com o veículo de Geraldo e efetuou três disparos. Em depoimento, o adolescente assumiu que estava na garupa da moto e efetuou os disparos. E agora a polícia tenta prender quem pilotava a motocicleta.
 
O infrator AEAS disse que cometeu o crime a pedido de uma facção, porque segundo ele, a vítima não estaria se enquadrando no sistema imposto pela facção e passou a ser jurado de morte.
 
O crime aconteceu na rua Frei Damião no bairro Novo Horizonte. E do mesmo jeito da morte do casal de namorados, a vítima foi atraída (Geraldo) após receber uma ligação para pegar uma betoneira e no caminho foi surpreendido pelos criminosos. Após os tiros, o carro da vítima bateu numa guia da calçada e atingiu uma parede.  
 
Depois de dezenove dias, o adolescente voltou a matar e desta vez duas pessoas. Ele confessou também ao ser preso na Operação Castelo de Areia que matou o casal de namorados Marília Eduarda Gonçalves, 19 e o seu namorado, Marcos Otávio da Cruz Melo, de 20 anos.

Os delegados disseram que o jovem se revelou frio e calculista. “Nós perguntamos para ele... o que ele ganhou com estes crimes. Se ele foi pago ou recompensado por isso, E o rapaz disse que somente prestigio entre companheiros faccionados”, conta o delegado Leitão. O adolescente que cometeu 3 homicídios fica apreendido por 45 dias para ser pronunciada a sua sentença. Em tese ele pegaria 9 anos de internação, pois são 3 homicídios, porém essa pena a 6 anos dependendo da interpretação da Justiça, completa os delegados.  



 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%