31/03/2021 às 17h41min - Atualizada em 31/03/2021 às 17h41min

PF encontra mala com R$ 849 mil durante operação contra fraude a precatórias e auxílio emergencial

Olhar Direto
ARAGUAIA NOTÍCIA
Policiais federais que participaram da ‘Operação ET Caterva’, deflagrada na manhã desta quarta-feira (31), com objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada em aplicar fraudes no benefício social Auxílio Emergencial e em Precatórios Judiciais, apreenderam durante a ação uma mala com R$ 849 mil em espécie. Foram cumpridas ordens judiciais em Mato Grosso e outros 11 Estados.
 
A mala com R$ 849 mil em espécie foi encontrada em Goiânia (GO). O líder da quadrilha é morador da cidade, onde ficava instalada a ‘sede’ da fraude. Segundo as informações da Polícia Federal, um dos advogados presos na manhã de hoje atuava como um dos ‘cabeças’ do grupo.
 
Um dos alvos da operação está internado com Covid-19 e deve ser preso assim que receber alta. Ele estava com mais de R$ 5 mil em espécie no hospital e não soube explicar a origem do dinheiro.
 
Segundo a própria Polícia Federal informou em coletiva de imprensa, a esposa dele também está internada, mas por outra doença. Os policiais fizeram buscas na residência do casal e apreenderam registros eletrônicos.
 
O paciente é um dos líderes da organização criminosa que atuava desviando dinheiro do auxílio emergencial, e foi internado recentemente com Covid-19. Ele está em enfermaria, estável, e deve receber alta na quinta-feira (1).
 
Operação

 
A Polícia Federal cumpre, na manhã desta quarta-feira (31), 12 mandados de prisão em uma operação (ET Caterva) deflagrada com o objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada em aplicar fraudes no benefício social Auxílio Emergencial e em Precatórios Judiciais. As ordens são cumpridas em Mato Grosso e outros 11 Estados. O rombo foi de pelo menos R$ 14,3 milhões. Um dos endereços alvos da ação em Cuiabá é o Residencial Harmonia, localizado na Capital.

A ação tem apoio da Caixa Econômica Federal (CEF) e conta com a participação de cerca de 300 Policiais Federais, que cumprem 12 mandados de prisão, 77 de busca e apreensão e sequestro de bens e, ainda, nove medidas de suspensão do exercício da função pública.
 
Os mandados que foram expedidos pelo Juiz da 5ª Vara Federal da Seção Judiciária de Cuiabá/M, foram cumpridos nos Estado de Mato Grosso e em outros 11 estados da Federação.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.1%
24.5%
1.4%