31/03/2021 às 17h30min - Atualizada em 31/03/2021 às 17h30min

Mãe de adolescente é presa por agressão, abandono e deixar vítima três dias sem comer

Olhar Direto
ARAGUAIA NOTÍCIA
A mãe de um adolescente de 14 anos de idade, que não teve a identidade divulgada, foi presa durante a noite desta terça-feira (30) após ser denunciada por agredir com vários objetos o próprio filho e abandoná-lo no bairro Jardim Aurora, em Jaciara (143 km de Cuiabá). Além ter deixado o menor para fora de casa, ela disse também que não se importava com ele.

De acordo com informações da Polícia Militar, uma senhora teria feito uma denúncia por volta de 21h desta terça, onde relatava que um adolescente, que tinha entre 13 e 14 anos de idade, havia sido abandonado em uma casa que fica em frente a sua residência. Segundo ela, o menino relatava que havia sofrido agressões físicas da sua mãe.

De posse da informação, uma equipe de militares se dirigiu até o local mencionado, onde encontrou a denunciante alimentando o menino, que de acordo com ela, estaria a três dias sem comer qualquer tipo de alimento. Perguntado sobre o porquê teria sido deixado fora de casa, o adolescente disse à polícia que não voltaria para casa pois não aguentava mais apanhar da mãe. Ele disse que a mãe o agredia com todo tipo de objeto possível.

Diante da declaração do menor, o Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente do município foi chamado para tomar conhecimento sobre o caso e, junto com a PM, procurar ouvir da mãe do adolescente o motivo das agressões mencionadas por ele.

Na casa dela, ao ser questionada sobre o que o filho havia informado ao Conselho e a Polícia, ela disse que ele estava morando com ela há pouco tempo, que antes vivia na casa de sua avó, na cidade de São Domingos do Maranhão, no estado do Maranhão. Disse ainda que ele estaria em sua casa apenas por um período de 4 meses e que nesse intervalo se mostrou bastante indisciplinado., motivo pelo qual ela o batia. 

Em suas palavras, a mãe disse que “dava taca” no filho porque em sua casa não iria criar um “moleque vagabundo”. Questionada sobre ela estar ciente do abandono do filho, ela respondeu em suas palavras que sim, que não se importava. 

Diante dos fatos, a mãe do menor foi informada que seria encaminhada para a Delegacia de Polícia do município para resolver o assunto. Após a ordem ela ainda continuou repetindo várias ameaças contra o filho.

O adolescente foi entregue aos conselheiros tutelares de plantão.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.5%
1.4%