31/03/2021 às 17h24min - Atualizada em 31/03/2021 às 17h24min

Padrasto é preso suspeito de estuprar enteada, gravar crime e mostrar vídeos de sexo para vítima

Segundo a polícia, ele confessou os abusos e disse que criança, de 8 anos, tinha curiosidade sobre sexo. Pai desconfiou do crime e alertou mãe da criança. Em seguida, foram à polícia denunciar o caso.

G1 GO
ARAGUAIA NOTÍCIA
Um homem de 30 anos foi preso suspeito de estuprar a enteada, de 8 anos, em Cavalcante, no norte de Goiás. Segundo a polícia, o padrasto confessou que gravava os abusos e também mostrava outros vídeos de sexo para a criança. Durante o depoimento, ele disse que a menina tinha curiosidade sobre relações sexuais.

Os crimes teriam acontecido entre maio de 2020 e janeiro deste ano. Segundo o delegado Lucas Sabbag, o homem estava construindo uma casa e levava a criança ao local, onde aconteciam os estupros.

“Ele disse que gravou os abusos, mas ainda não conseguimos acessar o celular para verificar esses vídeos. Ele disse ainda que mostrava outros vídeos de sexo para a menina”, disse o delegado.

O nome do suspeito não foi divulgado. O G1 não conseguiu localizar a defesa do preso até a última atualização dessa reportagem.

Denúncia

O caso chegou à polícia após o pai desconfiar do comportamento da criança, pois passou a ficar mais triste durante as brincadeiras. Ele conversou com a mãe da menina e, juntos, foram à delegacia denunciar o caso.

O delegado explicou que a mãe não tinha nenhum conhecimento sobre o caso e foi pega de surpresa com a denúncia feita pelo pai.

O suspeito foi preso na sexta-feira (26). Ele vai responder pelos crimes de estupro de vulnerável, por gravar vídeo sexual com criança e também por mostrar conteúdo pornográfico à enteada. Somadas, as penas ultrapassam 30 anos. Ele está preso na unidade prisional de Campos Belos.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.4%
1.4%