30/03/2021 às 20h38min - Atualizada em 30/03/2021 às 20h38min

Sesp autoriza jornada voluntária dos profissionais das forças de segurança

Medida vai gerar economia aos cofres do Estado, uma vez que o pagamento das horas extras será de responsabilidade do Município

Sesp - MT
Araguaia Notícia
O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, assinou nesta terça-feira (30.03) um Termo de Cooperação com a Prefeitura de Primavera do Leste (235 km de Cuiabá) que permitirá a jornada voluntária dos profissionais das forças de segurança do Município. A medida visa ampliar ainda mais as ações de segurança pública no município.

O termo não vai gerar mais gastos ao Governo do Estado, já que a verba utilizada para pagamento das horas extras dos policiais sairá do Poder Executivo Municipal. O termo entra em vigor assim que for publicado no Diário Oficial do Estado.

O gestor da Sesp elogiou a parceria e destacou que quando há empenho do município, o resultado aparece na redução dos índices criminais. “A Secretaria de Segurança Pública apoia medidas como estas em que as forças policiais e a Prefeitura trabalham em conjunto em prol da cidade. Estas ações vêm para fortalecer ainda mais as ações preventivas e repressivas na cidade”, argumentou o secretário.

O termo contempla as ações a atuação da Polícia Militar (PM), Polícia Judiciária Civil (PJC) do Município.


“A partir de agora, tendo este termo de cooperação, nós iremos conseguir potencializar, através do número de efetivos tanto da Polícia Militar quanto da Polícia Judiciária Civil, onde eles irão receber uma verba oriunda do orçamento da prefeitura para poderem trabalhar, no período contraturno, auxiliando de forma efetiva no aumento no número de policiais nas ruas, no aumento de investigadores que estarão atuando na linha de frente da segurança pública, dentre outras ações”, enfatizou o prefeito de Primavera do Leste, Leonardo Tadeu Bortolin.

Para o delegado de roubos e furto do município, Henrique Espíndola, o termo vai trazer muitos benefícios, entre eles, mais efetividade e mais tempo de dedicação dos policiais em rua.

“Esses policiais irão conseguir, em seu tempo de folga, serem remunerados para que façam o seu trabalho efetivamente. Hoje com essa lei delegada eu vou conseguir colocar meus investigadores de polícia aos sábados e domingos, por exemplo, para fazerem investigação em campo, dessa forma, teremos mais horas de investigações que é o fim da PJC e isso provavelmente irá resultar na melhoria da segurança pública como um todo”, enfatizou.

Além do secretário da Sesp, Alexandre Bustamante e do Prefeito de Primavera do Leste, Leonardo Tadeu Bortolin, estiveram presentes também o secretário adjunto de segurança pública, Carlos George de Carvalho Davim e o secretário adjunto de Integração Operacional, coronel PM Victor Fortes, dentre outros.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.1%
24.5%
1.4%