23/02/2014 às 18h18min - Atualizada em 23/02/2014 às 18h18min

Chamada de "madrinha", mulher aliciava menores para o tráfico na divisa de MT

Olhar Direto
Olhar Direto

O delegado da Polícia Federal Marcelo Xavier concedeu entrevista coletiva em Barra do Garças e fez um resumo sobre a operação Madrinha, realizada na divisa de Mato Grosso e Goiás, que desarticulou uma quadrilha comandada por uma mulher cuja identidade não foi fornecida.

De acordo com as investigações, a mulher conhecida como Preta convidava menores para revenda de drogas e era tratada por todos nas ligações telefônicas como "madrinha". Foram apreendidos 50 quilos de drogas entre maconha e cocaína. Os policiais federais utilizaram um cão farejador durante as buscas e apreensões na casa dos suspeitos.

Foram cumpridos quinze mandados de prisão. O delegado informou que também foram apreendidas seis armas inclusive uma com mira laser e adaptador. Uma das apreensões foi realizada próximo ao rua Leontina perto do Aeroporto de Aragarças com apreensão de veículos, entorpecentes e detenção de suspeitos.

Entre os presos está ex-presidiário da Mata Grande que auxiliava na distribuição da droga que vinha da Bolívia e era distribuidor na região de Barra do Garças.

O delegado destacou que no ano passado a PF prendeu cerca de 1 tonelada de drogas na região de Barra e as apreensões serão intensificadas nesse período que antecede o carnaval. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.3%
1.4%