23/03/2021 às 23h28min - Atualizada em 23/03/2021 às 23h28min

Um adeus a Esperança do Jeromão: pioneira de Barra do Garças morre devido a insuficiência renal

Araguaia Notícia
A cidade de Barra do Garças perdeu na noite de sábado mais uma pioneira, daquelas que realmente viu o desenvolvimento da cidade nas últimas décadas. Faleceu na noite de sábado (20/3) no Pronto Socorro, Esperança de Souza Carvalho, aos 76 anos. Ela estava com insuficiência renal e fazia tratamento no Instituto Nefrologia do Araguaia (INA). 

Esperança sempre foi conhecida como a esposa do ex-vice-prefeito de Barra do Garças Jeronimo Cipriano de Carvalho, que sempre lembra da amada de forma carinhosa “A Esperança é a última que morre e único que tinha Esperança na Barra era o Jeromão”, dizia o ex-prefeito que sempre brincava que ia primeiro. 

Após 57 anos de matrimônio, em março de 2019 faleceu Jeromão com 74 anos, e ficou a Esperança que acabou ficando muito triste e passou a lutar contra a insuficiência renal. 

Ela começou a fazer a hemodiálise em setembro do ano passado. Com sessões na segunda, quarta e sexta-feira. No dia 19/3, ela foi para mais uma sessão, todavia retornou mais fraquinha e sendo necessária à sua internação. 

Já no Pronto Socorro, e debilitada devido ao tratamento, Esperança chegou a dizer que a hora dela estava chegando. “Minha filha Deus vem me buscar e vai ser hoje; e eu estou preparada para ir”, pois, a dona Esperança faleceu por 22 horas de sábado deixando saudades e recordações de sua trajetória. 

De uma mulher simples, mas bondosa e que participou por 8 anos da vida pública ao lado do esposo Jeromão, que foi vice de Wanderlei Farias, de 1997 a 2004. Natural de Baliza-GO, Esperança nasceu no dia 9 de agosto de 1944. Ela foi velada na Casa de Velório e sepultada no cemitério do Nova Barra. A pioneira deixa 4 filhos Luzenir, Lindomar, Lenimar e Luciano.

Natural de Baliza-GO, ao lado do Jeromão, ajudou a criar também alguns sobrinhos e primos. “Eu não tenho nem palavras para definir a minha mãe. Uma mulher trabalhadeira, sempre companheira do meu pai e que hoje nos deixa muitas saudades”, completou a filha Lenimar bastante emocionada.

Lenimar aproveitou para convidar amigos da família para participarem da missa de sétimo da Esperança que será nesta sexta-feira, dia 26/3, às 18 horas na igreja Catedral Nossa Senhora da Guia. 

Ficam aqui as condolências à família enlutada da dona Esperança. Descanse em paz, pioneira!





Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.5%
1.4%