23/03/2021 às 20h46min - Atualizada em 23/03/2021 às 20h46min

Grávida de 27 anos espera uma semana por vaga em UTI e morre um dia após transferência em MT; bebê é salvo

Taciane Morais dos Santos testou positivo para a doença aos oito meses de gravidez.

G1 MT
Araguaia Notícia
Uma grávida que morava em Nova Olímpia (MT) morreu nesta terça-feira (23) vítima da Covid-19. Taciane Morais dos Santos, de 27 anos, testou positivo para a doença aos oito meses de gravidez.

O quadro de saúde de Taciane foi se agravando e ela aguardava urgente a liberação de uma vaga de UTI, desde o dia 16 de março. Nessa segunda-feira (22) ela tinha sido transferida para o Pronto Socorro de Várzea Grande, onde morreu.

Os médicos conseguiram fazer o parto de emergência e salvar o bebê. O estado de saúde da menina é bom, mas vai ficar internada por sete dias em observação.

FOTO BEBÊ — Foto: Arquivo pessoal

FOTO BEBÊ — Foto: Arquivo pessoal



As grávidas e mulheres em período pós-parto são mais vulneráveis a infecções e, por isso, estão no grupo de risco do novo coronavírus.

De acordo com a ginecologista e obstetra Bruna Fagundes Teixeira, o momento de gestação é quando a mulher está mais suscetível a contrair doenças.

"A gestação põe a paciente em um estado de imunossupressão, então ela fica mais suscetível a infecção e a complicações das infecções, inclusive a Covid-19. São complicações tanto clínicas que pode ser necessário de hospitalizações e também complicações obstétricas. No pré-natal que a gente vai excluir causas e fazer tratamentos que vão prevenir trabalho de parto prematuro, síndromes hipertensivas graves maternas que levem ao parto prematuro, dentre outros”, afirma.

O município de Nova Olímpia registrou 27 mortes por covid-19 e 780 casos confirmados da doença, desde o início da pandemia.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%