23/03/2021 às 15h41min - Atualizada em 23/03/2021 às 15h41min

17 deputados estão contra antecipação dos feriados no Estado

RD News
ARAGUAIA NOTÍCIA
Governo do Estado vai precisar de “jogo de cintura” e muita articulação política para  aprovar a antecipação de cinco feriado  para conter a disseminação da Covid-19 em Mato Grosso.   Isso porque, no momento, pelo menos 17 deputados estaduais estão contra a medida e o cálculo inclui o próprio líder do governo Dilmar Dal Bosco (DEM).

Os contrários à antecipação dos feriados são Dilmar, Janaina Riva (MDB), Ulysses Moraes (PSL), Elizeu Nascimento (PSL), Gilberto Cattani (PSL), Carlos Avalone (PSDB), Nininho (PSD), Doutor João (MDB), Xuxu Dal Molin (PSC)Sebastião Rezende (PSC), Valmir Moretto (Republicanos),  , Thiago Silva (MDB),  Faissal Calil (PV), Delegado Claudinei (PSL), João Batista (Pros),  Doutor Gimenez (PV) e Doutor Eugênio (PSB).

 Já a lista dos favoráveis é composta pelo presidente da Assembleia Max Russi (PSB), pelo primeiro-secretário Eduardo Botelho (DEM), Wilson Santos (DEM), Paulo Araújo (PP), Allan Kardec (PDT) e Lúdio Cabral (PT).

Defensor do lockdown de 14 dias, Lúdio diz que o “feriadão” não é o ideal. No entanto, acredita que é melhor do que nada.

"Defendo a quarentena por 14 dias. Não precisa de lei aprovada na AL para isso. A legislação do SUS já delega à autoridade sanitária o poder de decretar as medidas restritivas. O governador foi ou covarde ou esperto. Com a proposta do feriado, ele coloca no lombo do trabalhador o seu custo, e caso a AL rejeite, ele lava as mãos e coloca no lombo dos deputados a omissão sobre medidas restritivas. Mas votarei a favor do projeto. Melhor do que nada”, declarou.

Mesmo contra, Doutor Eugênio está de atestado por conta da Covid-19 e não participará da votação.  E Valdir Barranco (PT) segue hospitalizado em São Paulo tratando de complicações da doença.

 Antecipação

Sobre a antecipação dos feriados, que deve iniciar na próxima sexta (26), as  datas que sofrerão mudanças são Corpus Cristhi, Dia do Trabalhador, Dia da Consciência Negra, Dia do Servidor Público e aniversário de cada município.

 Outros dois projetos foram enviados à Assembleia hoje (23). Um deles, denominado “Guerra às Aglomerações”, aumenta as penalidades para quem transgredir as regras impostas pelo decreto estadual anti-Covid-19. O outro, Professor Conectado, garante ajuda de custo aos professores para compra de notebook e contratação de internet por três anos. O governador Mauro Mendes (DEM) fez uma apelo pela aprovação célere. 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%