23/03/2021 às 13h44min - Atualizada em 23/03/2021 às 13h44min

Prefeito Adilson se posiciona contra antecipação de feriados em Barra do Garças

O gestor falou que entende a dificuldade do comércio e que feriado prolongado numa região turística pode aumentar a circulação das pessoas e não frear o contágio

Araguaia Notícia
O prefeito de Barra do Garças, Adilson Gonçalves, divulgou agora pouco na sua rede social, a sua posição com relação a proposta do feriadão em Mato Grosso para conter avanço da Covid. Adilson se manifestou contrário a antecipação dos feriados. 

"Tendo em vista o grande número de novos infectados no Estado de Mato Grosso, e preocupado com a atual situação epidemiológica de Barra do Garças, Eu, enquanto Prefeito Municipal, venho presenciando o sofrimento dos nossos munícipes, sobretudo aqueles que estão acometidos pela COVID 19 e também junto deles, acompanho o sofrimento de todos os seus familiares", destacou.
 
O prefeito destacou que percebe a dura realidade de sobrevivência que nossos comerciantes, (principalmente do período noturno) estão sofrendo.
 
"Acerca-se de nós, uma grande crise Sanitária, Econômica e Social, isso porque as esferas de governança Municipal, Estadual e Federal encontram-se em uma realidade sem precedentes, e mortal para o povo Brasileiro".
 
"Apesar de todo o cenário assustador em que vivemos, somente nós, ou principalmente nós, enquanto Prefeitos e Vereadores, é que estamos sentindo o impacto dessa pandemia. Porque é diretamente a nós que o povo recorre e pede socorro".
 
Por essa razão, sou contrário as medidas de ampliação de feriados proposta pelo Governo do Estado. Isso porque vivemos em uma região essencialmente turística, o que me leva a crer que ao decretar o prolongamento de 10 dias de feriado, causará um efeito em cadeia de aglomerações, festas clandestinas e retiros familiares, tanto no perímetro urbano, quanto nas áreas rurais (chácaras, fazendas, sítios, etc).
 
Logo, isso aumentará o número de novo infectados com uma maior sobrecarga para o sistema de saúde, e ainda castigando de forma mais severa todo o comércio local que já vem sofrendo há meses, com essa situação.
 
Minha posição sempre será a favor da vida, só que mais do que isso, é preciso pensar de forma estratégica, porque vidas podem ser ceifadas de diversas maneiras e a imprudência é uma das mais fatais.
 
Um feriado prolongado não é a saída para a crise em que vivenciamos!
 
Tendo exposto minha opinião, reafirmo que meu dever enquanto gestor Municipal é servir o povo que aqui me colocou. Sendo assim, devo estar sempre submisso a Constituição e as leis. Desse modo, informo que, não serei leviano caso eu precise acatar um decreto Estadual que é impositivo, contudo, não posso me calar diante de tal situação que todos os dias bate a nossa porta com a fome ou com mais mortes.
 
"É um tempo difícil de muita dor e perdas, peço a Deus que não nos falte o essencial e também que não nos furte a fé de que tudo isso logo passará!"
 
Adilson Gonçalves de Macedo
Prefeito de Barra do Garças
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.3%
1.4%