22/03/2021 às 09h50min - Atualizada em 22/03/2021 às 09h50min

Ex-marido mata mulher a tiros e é preso após se entregar em quartel em MT

Aos policiais ele contou que teria cometido o crime porque a vítima não queria conversar

G1 MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
Uma mulher foi assassinada a tiros na tarde deste sábado (20) em Colíder, no norte de Mato Grosso. Segundo a Polícia Civil, Rosilene Pereira Bezerra, de 39, foi morta no quintal da casa dela. O principal suspeito, o ex-marido dela, se apresentou em um quartel e confessou o crime.

Rosilene trabalhava em uma loja na cidade e morreu antes de ser socorrida. O assassinato ocorreu no bairro Bom Jesus.

Mulher foi assassinada a tiros na tarde deste sábado (20) em Colíder, no norte de Mato Grosso — Foto: Nortão Online

Mulher foi assassinada a tiros na tarde deste sábado (20) em Colíder, no norte de Mato Grosso — Foto: Nortão Online



De acordo com a polícia, o caso é tratado como feminicídio.

O ex-marido foi até a casa da vítima em uma motocicleta, atirou e fugiu. Horas depois o suspeito se apresentou no quartel da Polícia Militar da cidade de Nova Canaã do Norte, inclusive com a arma usada no crime.

Aos policiais ele contou que teria cometido o crime porque a vítima não queria conversar com ele. Ele justificou que ‘perdeu a cabeça e acabou atirando na vítima’.

O ex-marido foi levado à delegacia, interrogado e autuado em flagrante delito por feminicídio.

Casos de feminicídio em Mato Grosso

Os casos de feminicídio aumentaram 58% em Mato Grosso em 2020 em comparação com 2019. Os dados, da Secretaria de Segurança Pública (Sesp) de Mato Grosso, apontam que foram 62 casos entre janeiro e dezembro de 2020. No mesmo período de 2019 foram 39.

Feminicídio é o assassinato de uma mulher cometido devido ao fato de ela ser mulher ou em decorrência da violência doméstica. Foi inserido no Código Penal como uma qualificação do crime de homicídio em 2015 e é considerado crime hediondo.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%