21/03/2021 às 21h23min - Atualizada em 21/03/2021 às 21h23min

Justiça condena mercado por vender salgadinho com 'cheiro de chulé' em MT

Filho de consumidora teve vômitos e diarréia após comer salgadinhos

Diego Frederici / Folhamax
ARAGUAIA NOTÍCIA
Uma consumidora de Cuiabá vai receber R$ 5 mil de indenização (mais juros e correção monetária) da rede de supermercados Comper após adquirir um “salgadinho Yokitos”, que fez seu filho de 5 anos apresentar “vômito e diarreia”. A decisão é da juíza da 5ª Vara Cível da Capital, Edleuza Zorgetti Monteiro da Silva, e foi proferida no último dia 11 de março.

De acordo com informações do processo, uma consumidora se dirigiu até uma unidade do Comper, no ano de 2015, onde comprou duas unidades do “salgadinho Yokitos”, sabor “queijo”. Ela estava acompanhada de dois filhos, um de 5 anos e outro de 1 ano e 7 meses.

Ela conta, porém, que o filho mais velho começou a “passar mal” após ingerir o alimento supérfluo. “Após a compra, o seu filho mais velho consumiu o produto, o qual já estava com mau cheiro, cujo ato causou no mal estar do menor, com dores no estômago, vômitos e diarreia, necessitando, assim, de atendimento médico”, conta a consumidora no processo.

Em sua decisão, a juíza concordou com os argumentos da consumidora, dizendo que ela conseguiu até mesmo comprovar o “mau cheiro” do salgadinho – que muitos consumidores juram ter “cheiro de chulé”.

“Analisando as provas colacionadas nos autos, verifico que a parte autora comprovou a aquisição do produto, bem como a existência do “mau cheiro”, no interior do alimento, configurando-se, dessa forma, o vício no produto comercializado pela empresa requerida, sendo que de acordo com a nota fiscal colacionada, a autora adquiriu o produto no dia 28/05/2017, tendo procurado o médico no outro dia 29/05/2017, conforme prontuários”, explicou a magistrada.

Os R$ 5 mil ainda serão acrescidos de juros de 1% ao mês desde a data em que a criança “passou mal”, além de correção monetária pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.5%
1.4%