19/03/2021 às 21h44min - Atualizada em 19/03/2021 às 21h44min

Cantor sertanejo de 28 anos morre de Covid-19

João Melo / Uai
ARAGUAIA NOTÍCIA
O cantor sertanejo Diego Argenton, de 28 anos, da dupla Bruno e Diego, morreu na quinta-feira (18/03) por complicações da covid-19 após não conseguir um leito de UTI em Assis Chateaubriand, no interior do Paraná.

Segundo a família, o artista faleceu no mesmo dia em que descobriu que sofria de diabetes.Diego testou positivo para Coronavírus no início deste mês, mas apenas começou a se sentir cansado no penúltimo dia de isolamento social. Além da fadiga, o cantor também não conseguia digerir os alimentos e vomitava tudo o que ingeria.  

A família do cantor conta que, em todos os atendimentos, Diego recebeu medicamentos sem que a equipe médica soubesse de sua diabetes. A descoberta da doença só aconteceu quando o cantor morreu. Os remédios não fizeram Argenton melhorar, o que fez a família buscar um leito de UTI com urgência.

Segundo a esposa de Diego, Nathalia Argenton, o leito foi encontrado após mais de oito horas de busca, na cidade de Toledo, a 45 km de Assis Chateaubriand. Mas alguns problemas com os exames do cantor impediram que ele fosse transferido a tempo. 

 "Estamos totalmente sem chão pelo fato de ter sido algo muito rápido. Ele estava bem na segunda-feira e nem sei explicar o que sentimos agora. Desde o início da semana, não fizeram o teste de diabetes logo no início do atendimento para saber da condição dele", lamentou a viúva.

Diego faleceu deixando sua esposa e dois filhos, uma menina de 43 dias e um menino de cinco anos. Ele e Nathalia se casaram em outubro do ano passado. Foram 11 anos de carreira, sendo 10 cantando ao lado de sua dupla, Bruno. Os dois também eram sócios em uma escola de música. "Por enquanto vou tocar a escola de música com as aulas, mas se vou continuar como artista, não sei", disse Bruno sobre seu futuro profissional. 



Notícias Relacionadas »
Comentários »