19/03/2021 às 10h59min - Atualizada em 19/03/2021 às 10h59min

Ministério cogita trocar empreiteira e conclusão de residencial em Barra do Garças vai demorar mais ainda

A conclusão de 1436 casas populares já demora nove anos e recentemente um lado foi feito sugerindo a demolição de mais de trezentas unidades que estariam com rachaduras

Araguaia Notícia
O Ministério das Cidades respondeu através de oficio ao legislativo de Barra do Garças-MT que há possibilidade de trocar novamente a empreiteira responsável para conclusão do Residencial Carvalho 1, 2 e 3 do município com previsão de entregar 1.436 casas.

Na resposta ao legislativo, o ministério informou que estava nas tratativas para encerrar o atual contrato e abrir uma nova licitação cujo processo pode demorar de quatro a cinco meses. Caso isso venha acontecer a obra deve sofrer um novo atraso.

Um dos motivos desta decisão seria um laudo preliminar que foi enviado a Caixa Econômica Federal pela empreiteira alegando que seria necessário a demolição de trezentas casas que estariam com rachaduras.

Oficio solicitando essa informação foi enviado pelos vereadores Jairo Gehm (PRTB) e Pedro Filho (PSD). E a resposta foi lida na sessão de terça-feira dia 16/3.  

A empresa Resecom foi contratada no ano passado para concluir a obra. O retorno dos serviços foi permitido após a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) renovar a licença de instalação do conjunto habitacional.

As obras do Residencial Carvalho foram iniciadas em maio de 2012. Devido a mudança de gestão no governo federal e no programa habitacional que era Minha Casa Minha Vida e agora se chama Casa Verde e Amarela acabaram provocando paralisações que culminaram no atraso da obra.

Depois de quase nove anos de espera, as 1.436 famílias contempladas pelo programa aguardam a conclusão do residencial que deve sofrer mais um atraso.

No mesmo oficio, os vereadores pediram informações sobre andamento da obra do anel viário de Barra do Garças cujo Ministério das Cidades pediu que foi remetido ao DNIT que é o responsável pela execução da obra.

Oficio

No mesmo oficio, os vereadores pediram informações sobre andamento da obra do anel viário de Barra do Garças cujo Ministério das Cidades pediu que foi remetido ao DNIT que é o responsável pela execução da obra.


 
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.5%
1.4%