17/03/2021 às 19h40min - Atualizada em 17/03/2021 às 19h40min

Casos de Covid em crianças têm aumento de 1.031% em Cuiabá

FOLHA MAX
Araguaia Notícia
Desde o registro dos primeiros casos em Cuiabá, a Secretaria Municipal de Saúde, com apoio de pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso, publica semanalmente o Informe Epidemiológico sobre a COVID-19, com o objetivo de monitorar o padrão de morbidade e mortalidade e descrever as características clínicas e epidemiológicas dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave - SRAG - pelo SARS-Cov-2 em residentes no município de Cuiabá. Dando continuidade à divulgação de informações sobre a COVID-19 em Cuiabá, esse é o 49º informe produzido, no qual apresenta-se as informações desde a data da notificação do primeiro caso em Cuiabá até a 10ª Semana Epidemiológica (SE), compreendendo o período de 14 de março de 2020 a 13 de março de 2021.

Destaques do primeiro ano da epidemia de COVID-19 em Cuiabá-MT

De 14 de março de 2020 a 13 de março de 2021:

- 58.735 casos de COVID-19 de residentes em Cuiabá, 90,0% recuperados; 5.118 internações e 1.685 mortes.

- A média de casos das primeiras duas semanas de março de 2021 (1.660,5/semana) é mais elevada que as dos meses de janeiro (1.545,0), fevereiro (1.416,5) e dezembro de 2020 (1.190,5).

- Risco maior de infecção para indivíduos de raça/cor preta/parda (9.426,2/100.000 habitantes) quando comparado com os de raça/cor branca (5.622,5/100.000 habitantes).

- A taxa de incidência é mais elevada entre 30 a 39 anos, contudo as taxas em crianças, adolescentes e jovens de 20 a 29 anos foram as que mais cresceram desde 18/julho/2020 – 1.031%, 1.631% e 1.104% respectivamente, evidenciando aumento superior do risco de infecção nesses grupos etários quando comparado com os demais.

- A taxa média de permanência hospitalar foi de 11 dias e o intervalo entre o início dos sintomas e a internação foi de 7,5 dias.

- Aproximadamente 9% das crianças e adolescentes internados foram a óbito.

- Desde dezembro de 2020 tem se registrado o aumento de mortes, e esse padrão tem persistido até a segunda semana de março de 2021. Este ano (03 de janeiro a 27 de fevereiro) a média de mortes por semana atingiu 40,4/semana, sendo mais alta que em 2020 (14 de abril a 02 de janeiro de 2021) quando a média foi de 31,3 óbitos/semana. Nas duas primeiras semanas de março a média foi de 79,5 óbitos/semana.

Na última semana (SE 10 – 07 a 13 de março de 2021)

- 1.473 casos notificados de COVID-19 e 83 óbitos. Com média de 11,3 óbitos/dia, muito mais elevado que a semana anterior.

- Em 13 de março todos os leitos de UTI adulto dos hospitais de Cuiabá estavam ocupados, registrando uma taxa de ocupação de 100,0%. Metade dos leitos de enfermaria estavam ocupado e a taxa de ocupação em UTI pediátrica era de 75%.

- O Rt se mantém superior a 1,0 (1,02), como tem ocorrido desde fevereiro, indicando a permanência do aumento da circulação do vírus em Cuiabá.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.3%
1.4%