20/02/2021 às 12h57min - Atualizada em 15/03/2021 às 00h00min

Fernando Grupo Casoto se tornou referência quando assunto é tratamento de dependência química

Inovação e Segurança

SALA DA NOTÍCIA Fernando da Silva Casoto
PW- Assessoria de Imprensa
 

O  fundador de um modelo exclusivo de direcionamento a pessoas que estão em busca de um tratamento de dependência química, Fernando Grupo Casoto é o preferido por diversas famílias e podemos falar até de pessoas de alto poder aquisitivo. 

 

Ele tem feito tanto sucesso que recebe pacientes do Brasil e do Exterior para fazer tratamento em suas clínicas. E seus pacientes recebem tratamento VIP, com o que há de melhor na recuperação e desintoxicação no mundo.

 

Suas opções de tratamento aparecem como a mais requisitada nas buscas do Google e na opinião de clientes que entre eles estão diversas celebridades, músicos e esportistas. 

 

Tudo isso faz parte da excelência em seu trabalho, seu avô e seu pai também eram dependentes químicos e alcoólico o que o levou a conhecer muito de perto esta doença que como dito por ele mesmo é progressiva, incurável e fatal.

 

Em 2021, ele pretende continuar crescendo e expandindo ainda mais o seu negócio ainda mais para os pacientes que buscam as unidades de tratamento, seja ela no Brasil e exterior, onde Fernando Grupo Casoto também conta com dezenas de clínicas. 

 

Fernando Grupo Casoto conta que seu projeto é audacioso e irá abrir uma nova triagem em um dos maiores centros empresarial do Brasil e também um no Exterior.

 

Sua opções de clínica de reabilitação tem equipamentos de última geração, trazidos diretamente dos Estados Unidos, e conta com TV 's no teto e sonorização 360º, para harmonizar o ambiente, deixando tudo mais confortável para os pacientes mais exigentes.

 

Saiba mais sobre Fernando Grupo Casoto através de seus canais oficiais:

 

www.instagram.com/fernando.grupocasoto/

www.facebook.com/grupocasoto/

www.grupocasoto.com.br/

WhatsApp: (11)94797-6909

 

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.3%