11/03/2021 às 10h01min - Atualizada em 13/03/2021 às 23h50min

Primeira atriz transexual de uma novela das nove faz revelações em entrevista

Em conversa com o jornalista Thiago Araújo, atriz Glamour Garcia revela ter vivido o auge de seus momentos mais trágicos durante a novela “A Dona do Pedaço”

SALA DA NOTÍCIA Caroline Lyrio

Quase um ano após o fim de A Dona do Pedaço, Glamour Garcia emocionou a web com um bate-papo revelador, e cheio de emoções, com o jornalista, DJ, Produtor de eventos e CEO do site Pheeno, Thiago Araújo. A atriz, que foi a primeira transexual em uma novela das nove da TV Globo, usou o canal de Thiago para desabafar sobre sua transição de gênero. “Fui gay antes de ser trans. Eu era uma ‘gayzinha fervidérrima’ e tinha muitos problemas existenciais, pessoais e mentais. Até que o teatro chegou um dia na minha vida e através dele fui instrumentando toda a minha existência”, contou Glamour, que completará 19 anos de carreira, destacando o novo sentido que o ofício trouxe para sua vida pessoal. “Eu percebi que o papel que vivia era falso, sínico, fingido. Eu não era o protagonista da minha própria vida, era simplesmente um corpo morto, vivendo regras, hierarquias e medos”, pontuou. 

 

A conversa foi ao ar dentro do programa “Estúdio Pheeno”, e também contou com o um balanço bem íntimo sobre sua passagem pela novela global, em que deu vida à personagem Britney. “Minha primeira personagem de destaque na televisão foi a Babete, em “Rua Augusta”. Mas a personagem que estourou a boca do balão, foi com certeza a Britney, em “A Dona do Pedaço”. Eu sou extremamente grata a emissora, que construiu comigo e com o Walcir Carrasco esse personagem. Mas para mim, não é isso o mais importante, e sim toda a discussão que se criou e se enriqueceu numa sociedade, muitas vezes até medíocre. E a Britney foi um oásis de discussão. Acho que naquele momento a Globo já tinha a intenção de ser mais representativa do que só uma representação”, apontou a atriz que chegou a ganhar o troféu de Melhores do Ano, promovido anualmente pelo programa “Domingão do Faustão”.  

 

E continua: “Foi muito marcante para mim porque vivi o auge dos meus momentos mais trágicos como pessoa durante a novela “A Dona do Pedaço”. Foi um processo muito doloroso, muito difícil, mas hoje me sinto evolutiva e evoluída dessa situação toda de passar por um relacionamento extremamente abusivo, me tornar uma pessoa pública... De repente me vi com medo, com pânico, desesperada! E era incompreensível para as pessoas, inclusive as que estavam perto de mim, elas não conseguiam tatear e entender a dificuldade que eu estava vivendo naquele momento. Não pela violência que eu estava vivendo dentro de casa, mas acho que as pessoas elas vivem apenas a parte do fetiche de um sonho, não a realização. Elas vivem só aquilo que é um sonho. Acham que tudo é maravilha, tudo é brilho. Não! A Britney era a minha realização de amor e sem ela eu estaria morta, porque se eu fosse vivenciar só a tragédia que eu vivia naquele momento, não teria tido psicológico. Não sei se teria suportado”, completou Glamour Garcia. 

 

A atriz, que é formada em artes cênicas pela Universidade Estadual de Londrina, se tornou um símbolo da luta contra o preconceito e a intolerância na universidade. Principalmente depois de ter sido vítima de um ataque homofóbico. Uma luta que não precisou lidar nos bastidores da novela, que segundo ela, nunca a trataram de forma diferente por conta de sua orientação sexual. “Não sofri transfobia nos bastidores da novela, mas eu costumo dizer que fui subjugada. Acho que algumas pessoas, em alguns momentos, achavam que eu não seria capaz de ser a grande atriz que eu sempre fui, que eu sou e jamais deixaria de ser. Fui pressionada horrores e essa pressão me evoluiu”, relembrou Glamour, que finalizou agradecendo a todo o elenco pelo acolhimento que teve. Minha homenagem a todo os artistas do elenco, que me receberam com muito amor e acolheram não só nas minhas dificuldades pessoais, mas como atriz. O que me dá muito orgulho!”, conluiu a atriz, afirmando que espera ainda ver atrizes trans interpretando também o papel de mulheres cis.  

 

O quadro com a entrevista faz parte do canal “Pheeno TV”, que tem como principal objetivo a produção de conteúdo que destaque e valorize a cultura LGBTQIA+.Em conversa com o jornalista Thiago Araújo, atriz Glamour Garcia revela ter vivido o auge de seus momentos mais trágicos durante a novela “A Dona do Pedaço” 


Notícias Relacionadas »
Comentários »