12/03/2021 às 22h18min - Atualizada em 12/03/2021 às 22h18min

Pastor encontrado morto em motel torturou a mulher em live

O homem mostrou a vítima nua nas redes sociais, além de ter cortado o cabelo dela ao vivo

Metrópoles / Top Midia News
ARAGUAIA NOTÍCIA


A Polícia Civil identificou como Jesus Gorgs, o homem de 41 anos, achado morto em um motel, na manhã desta segunda-feira (8), na avenida Duque de Caxias, em Campo Grande. Ele era pastor quando, em março de 2020, trancou a esposa em casa e gravou uma live torturando a vítima. 

Segundo a polícia civil, ele deu entrada no local por volta das 3h, acompanhado de uma mulher. Por volta das 8h, ele pediu a liberação da acompanhante e, cerca de 20 minutos depois, ligou para um amigo dizendo que estava passando mal.

Crime

No dia 12 de março, Gorgs prendeu a mulher em um sobrado onde viviam, no Giocondo Orsi, em Campo Grande. Ele promoveu uma série de barbáries, inclusive a deixou nua e fez uma transmissão ao vivo onde aparecia cortando os cabelos dela. 

As cenas foram gravadas de madrugada e durante o dia. Ao todo, o ex-pastor manteve a mulher presa por 12 horas. A vítima apenas chorava e pedia que Jesus parasse com as torturas. 

Equipes da Polícia Militar, Bombeiros e do Bope foram acionadas. Depois de esgotadas as tentativas de negociação, a polícia invadiu a casa e prendeu Jesus em flagrante. 

Veja o vídeo sobre a live feita pelo pastor em 2020.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%