10/03/2021 às 12h11min - Atualizada em 10/03/2021 às 19h20min

Parque Jardim Helena completa dois anos como opção de lazer na Zona Leste

Antes da pandemia, 200 mil visitas foram registradas no local

SALA DA NOTÍCIA www.GazetaDaSemana.com.br
www.SalaDaNoticia.com.br
Nesta quarta-feira (10), o parque Jardim Helena, na Zona Leste da capital paulista completa dois anos de funcionamento.  Inaugurado em 2019 pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), e administrado pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente de São Paulo (SIMA), o Jardim Helena é um núcleo formado por quatro parques implantados na extensão do Rio Tietê com o objetivo preservar a área de várzea e propiciar atividades de lazer, educação, esporte e cultura para os moradores da região. Desde a inauguração, o parque já recebeu mais de 200 mil visitantes, antes da fase vermelha do Plano SP, sendo a maior parte moradores do bairro que tem à disposição espaços para educação, saúde, esporte, cultura e lazer.

Com área total de 220 mil m² o parque possui em toda sua extensão, espaços destinados a serviços de saúde, oficinas culturais, cursos profissionalizantes, equipamentos de ginástica para a terceira idade, pista de skate, campos de futebol, espaço para caminhadas e ginásio poliesportivo com pavilhão multiuso e outros. Estão disponíveis também para os visitantes, 23 quiosques com churrasqueiras, que possuem área de 144 m² cada, todos equipados para confraternizações, com sanitários e playground integrados.

O núcleo abriga também a Escola Parque Jardim Helena, referência na educação local, que atende em período integral crianças do 6° ao 9° ano. Com estrutura ampla, a escola conta com: salas de projeção e de oficinas culturais, cinema e biblioteca.

Somente de paisagismo, o parque possui uma área de 115 mil m², com destaque para o plantio de árvores de vegetação típica de várzea, como a Taboa, útil para absorver e filtrar a água da chuva prevenindo inundações, além de servir como passagem para aves migratórias.

Em sua fauna é possível encontrar, corujas, tucanos, garças, pássaros como quero-quero, papagaio, tico-tico, sabiá-laranjeira, bem-te-vi, joão de barro e o gavião carcará. Já na flora é possível apreciar espécies como aroeira pimenteira, pau-brasil, palmeira, ipê, quaresmeira, santa-bárbara, dentre diversas outras espécies nativas. Na flora frutífera é possível encontrar no parque goiabeiras, mangueiras, pitangueiras, bananeiras, jambolão, aceroleira e abacateiros.

É importante ressaltar que, por conta das medidas de segurança anunciadas pelo Governo do Estado de São Paulo, a fim de conter a pandemia da Covid-19, o parque Jardim Helena está fechado até 19 de março, em razão da alteração para a fase vermelha no Plano São Paulo.

De acordo com o Plano SP (https://www.saopaulo.sp.gov.br/planosp/ ), a fase vermelha só permite funcionamento normal de serviços essenciais como indústrias, escolas, bancos, lotéricas, serviços de saúde e de segurança públicos e privados, construção civil, farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, feiras livres, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias, hotelaria e transporte público ou por aplicativo, entre outros.

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.3%
1.4%