07/03/2021 às 17h28min - Atualizada em 07/03/2021 às 17h28min

PM estoura duas bocas de fumo com a prisão de cinco jovens no Araguaia

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939

Araguaia Notícia


Em duas ocorrências de apreensões de drogas ocorridas na sexta-feira e sábado (5 e 6/3), Policiais do 16º BPM de Nova Xavantina (a 645 km de Cuiabá) prenderam cinco suspeitos, sendo uma jovem de 20 anos, três rapazes de 18 e 20 anos e um adolescente de 16.  

Na primeira, a informação descrevia que o traficante tinha recebido uma grande quantidade de entorpecente que estaria escondido em sua casa, no bairro Toneto. Em monitoramento, os militares perceberam a movimentação de pessoas no imóvel.

Devido à situação, foi iniciado o procedimento de abordagem. Ao perceber a aproximação, o traficante denunciado correu e não foi localizado, mas foi identificado. Dentro da casa estavam mais três suspeitos, sendo um deles a jovem que carregava um bebê de colo. Na vistoria foram encontrados sete tabletes e porções menores de maconha, R$ 2 mil em dinheiro, uma balança e três celulares.

Na segunda ocorrência, os policiais seguiam em continuidade nas buscas de bocas de fumo abastecidas pelo suspeito da primeira ocorrência. Na residência no bairro Deus é Amor, os policiais perceberam quando um rapaz correu ao ver a viatura se aproximando, mas foi rendido. Ele carregava porções de cocaína.   

Dentro da casa foram localizados oito tabletes e porções menores de maconha, um tablete de cocaína, pedras de pasta base de cocaína, duas balanças, dois plays station, uma motocicleta e celulares. Dois suspeitos que não estavam no imóvel foram identificados como traficantes da região.

Todo material apreendido, assim como os suspeitos foram entregues na delegacia da cidade.

Fonte: Polícia Militar de Mato Grosso 

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%