02/03/2021 às 19h47min - Atualizada em 02/03/2021 às 19h47min

Paraplégica é resgatada de casa onde vivia em condições subumanas em MT e marido é preso por maus-tratos

A equipe se deparou com a mulher acamada, sem comer, sem beber água e com a mesma fralda o dia todo.

G1 MT
Araguaia Notícia
Uma mulher paraplégica, de 46 anos, foi resgatada pela equipe da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher na casa dela, em Cáceres, a 250 km de Cuiabá, nessa segunda-feira (1°), em situação de condições desumanas e de maus-tratos. O marido da vítima, de 51 anos, foi preso em flagrante.

A delegacia recebeu uma denúncia anônima sobre o caso e os policiais civis foram até a residência, no bairro Vila Real, para apurar a situação.

Ao chegar no local, a equipe se deparou com a mulher acamada em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC), com o corpo raquítico. Ela estava sem comer, sem beber água e com a mesma fralda o dia todo.

A vítima relatou que seu esposo a deixava na cama sozinha todos os dias e somente retornava de madrugada.

Paraplégica é resgatada de casa onde vivia em condições subumanas  — Foto: Reprodução/TVCA

Paraplégica é resgatada de casa onde vivia em condições subumanas — Foto: Reprodução/TVCA



Quando reclamava do abandono, ela era insultada e humilhada. Na casa, os policiais constataram que não havia alimentos na geladeira, apenas restos de bolachas.

A vítima também revelou que o marido recebia e ficava com todo o dinheiro de sua aposentadoria. Os vizinhos confirmaram que o marido aparecia apenas à noite.

Paraplégica resgatada é encaminhada para atendimento médico — Foto: Reprodução/Polícia Civil

Paraplégica resgatada é encaminhada para atendimento médico — Foto: Reprodução/Polícia Civil



Diante da situação, a Polícia Civil solicitou apoio da assistência social da Prefeitura de Cáceres e também acionou o Samu, que levou a vítima, que estava bastante debilitada, até o hospital para receber atendimento médico.

De acordo com a delegada Judá Marcondes, responsável pelo caso, no final do resgate, o marido da vítima chegou no local e foi detido e encaminhado à unidade policial para esclarecimentos. Depois de ser ouvido, ele foi autuado em flagrante pelos crimes de maus tratos e abandono de incapaz.


 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.3%
1.4%