11/02/2014 às 08h44min - Atualizada em 11/02/2014 às 08h44min

Sargento acusado de tentar matar prefeito será julgado hoje

Olhar Jurídico / Olhar Direto
Araguaia Notícia Baré fez a campanha baleado

O sargento da Polícia Militar (PM) Dianary de Sousa Lobo, acusado de tentar matar em julho de 2012 o prefeito de Bom Jardim-GO, Cleudes Baré (PSDB), será julgado nesta terça-feira (11) na comarca de Aragarças-GO. Depois de quase dois anos e duas tentativas de anular o julgamento, Dianary que está suspenso das atividades estará no banco dos réus. 

De acordo com Ministério Público Estadual (MPE), o sargento é o principal suspeito de efetuar dois disparos de espingarda contra Baré, que estava de carro e chegava em uma chácara, na zona rural do município goiano a 32 km de Barra do Garças.

Um dos tiros acertou o ombro do prefeito e outro na lataria do veículo. Baré foi submetido a várias cirurgias e fez a campanha com uma tala no ombro e se reelegeu prefeito de Bom Jardim.

A interceptação dos registros telefônicos do militar, feita pela Polícia Civil, evidenciaram a participação do militar no ilícito. Outra prova seria um veículo Golf preto foi visto sendo dirigido pelo autor dos disparos e que a característica do veículo coincide com relato da vítima.

A advogada Luceny Rodrigues Siverino vai atuar como assistente de acusação. “São várias evidencias de que o sargento tentou matar o prefeito”, ponderou a advogada. O motivo do crime seria uma divergência aonde o sargento chegou alegar que era perseguido até mesmo com ameaça de transferência da cidade de Bom Jardim. Baré nega esse pedido e diz que nunca teve nenhum problema de ordem pessoal com o sargento.

O Júri do militar será presidido pelo juiz Bruno Leopoldo Borges Fonseca. A audiência começa às 09 horas (horário de Brasília).
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
5.0%
16.6%
77.0%