22/02/2021 às 16h39min - Atualizada em 22/02/2021 às 16h39min

Barra do Garças terá Central de TCO para registro e possível conciliação de ocorrências mais simples

Seguindo o modelo do que já é feito por exemplo em São Paulo, três policiais civis criaram um projeto de central de TCO não só para registro, mas possível conciliação de pequenas demandas. O projeto recebeu apoio do Judiciário e MPE de Barra do Garças

Araguaia Notícia
A delegacia regional da Polícia Civil de Barra do Garças-MT lançou na manhã de segunda-feira (22/2) a obra de reforma e ampliação do antigo prédio da delegacia especializada da mulher na rua Goiás onde será instalada a Central de TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) para registro de pequenas ocorrências e a novidade será a possibilidade de conciliação já com aval do Poder Judiciário e Ministério Público Estadual.

A Central de TCO visa centralizar a apuração de todos os crimes de menor potencial ofensivo ocorridos nos municípios de Barra do Garças e Pontal do Araguaia, deixando as delegacias apenas com investigações de crimes mais graves. O projeto foi idealizado pelos policiais civis Ana Lúcia e Weldson, com formatação da policial civil Rebeca, sendo recepcionado pela Delegacia Regional e posteriormente apresentado ao juiz de Direito Fernando da Fonseca Melo, titular do Juizado Especial Criminal desta Comarca e a Promotora de Justiça Nathalia Carol Manzano Magnani, titular da 1 Promotoria de Justiça de Barra do Garças, os quais chancelaram a ideia.

Aliás o Poder Judiciário juntamente com MPE destinaram recursos para viabilizar a execução da obra que está orçada inicialmente em R$ 347.000 mil reais, incluindo a mobília. Parte deste dinheiro no importe de 186.000 mil reais, já se encontra disponível na conta bancária da Associação dos Investigadores, instituição parceira, viabilizando o início da construção/reforma.

O novo prédio contará com modernas instalações, sendo uma recepção, banheiros unissex para o público, gabinete, seis cartórios, sala de reunião, cozinha, fosso de luz, corredor e banheiros unissex privativos para os servidores.

O objetivo principal da Central de TCO, além de absolver a investigação de todos os crimes de menor potencial ofensivo, será, a tentativa de mediação ainda em sede de delegacia, modelo já utilizado no Estado de São Paulo.

Durante a solenidade o juiz Fernando e a promotora Nathalia foram homenageados pelos relevantes serviços desempenhados nesta comarca e em especial pela parceria na execução do projeto.

Com informações da Delegacia Regional da Polícia Civil de Barra do Garças-MT


Notícias Relacionadas »
Comentários »