19/02/2021 às 07h41min - Atualizada em 19/02/2021 às 07h41min

Foram mais 3 horas de demora para IML retirar corpo de vítima de acidente em Aragarças

Araguaia Notícia
Foram mais de três de sofrimento e angustia para família do comerciante Gilmar Guimarães, de 46 anos, que foi vítima de um acidente na avenida Ministro João Alberto em Aragarças-GO para que o corpo fosse retirado do local, que somente ocorreu por volta das 21 horas de quinta-feira (18/2). Detalhe, o acidente aconteceu por volta das 17h30. O corpo ficou no local por mais de 3 horas e meia.

Devido ao fato do Governo de Goiás ter fechado a sede do Instituto Médico Legal (IML) de Aragarças, a cidade agora depende que este serviço venha de Iporá ou São Luís de Montes Belos, só que na maioria das vezes esse deslocamento demora uma imensidão e aumenta mais ainda o sofrimento de parentes.

E lamentavelmente essa cena se repetiu na tarde e noite de ontem. O acidente aconteceu por volta das 17h30, mas a equipe do IML somente chegou às 21 horas. A família indignada com essa situação acionou o site Araguaia Notícia que esteve no local e acompanhou por 3 lives toda a demora para chegada do IML.

“A família está arrasada pelo acidente em sim e agora sofre mais com essa demora do corpo para ser retirado aqui do local. Eu pergunto se fosse filho do prefeito, de algum vereador, deputado ou governador será que o tratamento seria o mesmo”, frisou advogada Jessica que foi acionada para auxiliar a família no local do acidente.

E a equipe do IML somente chegou às 21 horas para começar o serviço de perícia no local e o corpo foi retirado já por volta das 22 horas e foi levado para Iporá para liberação do médico. E observem o contrassenso, Aragarças tinha IML e o corpo agora é levado para ser liberado na cidade de Iporá e a família tem que pagar o translado de volta do corpo através uma funerária.

Durante as lives do Araguaia Notícia com mais de 120 mil visualizações, a população lamentou o sofrimento da família devido a decisão do governo do estado de Goiás que desativou o IML de Aragarças e criou essa situação.
Gilmar era muito conhecido em Barra do Garças, proprietário de um plantão de bebidas na rua A perto da Vila Varjão denominado Plantão GM. Ele deixa esposa e filhos.

O acidente aconteceu por volta das 17h30 envolvendo moto e carreta. Segundo informações, Gilmar teria tentando desviar de um buraco passando para o lado direito da pista e foi atingido pela carreta na avenida Ministro João Alberto perto da loja Novo Lar.

O motorista da carreta não teria percebido a situação e seguiu viagem, populares foram atrás e com apoio da PM intercepta-lo já na saída de Aragarças.

Lamentavelmente a trafegabilidade de caminhões e carretas pela principal avenida é um risco que a região vive e que infelizmente aumenta neste período de safra. O anel viário prometido há 30 anos ainda não está pronto construíram as pontes, mas faltam concluir o desvio de 14 km retirar trânsito pesado do centro de Aragarças, Barra do Garças e Pontal do Araguaia.
 
O corpo de Gilmar está sendo velado na igreja Assembleia de Deus da Vila Varjão em frente ao plantão de bebidas dele. Ficam aqui as condolências do site Araguaia Notícia à família e pedimos que o governo do estado de Goiás reveja essa decisão e volte a ter uma equipe do IML na cidade de Aragarças.


 
Notícias Relacionadas »
Comentários »