24/01/2021 às 22h06min - Atualizada em 24/01/2021 às 22h06min

Jovem diz que foi agredida pelo ex-companheiro em resort de luxo

Hellen Machado teme ser chamada de louca por familiares e amigos do ex

Araguaia Notícia


Helen Machado, vítima de uma suposta agressão de seu ex-marido num resort na região do Manso, em Chapada dos Guimarães (100 KM de Cuiabá), postou em sua conta no Instagram que espera que o ex-companheiro “sinto todo o medo e pavor” que alega ter sentido. O incidente teria ocorrido na sexta-feira (22).

“Só quero que pague com o sofrimento que passei, e q sinta todo medo e pavor que passei, o medo da morte correndo atrás de mim, mas Deus me fez forte, e graças a Deus estou bem”, diz ela.

Helen Machado é moradora de Sorriso (420 KM de Cuiabá) e acompanhou o ex-marido para tirar uns dias de lazer no resort de luxo na última semana. Ela revelou no Instagram que teme “pagar como louca”, e adianta que não agredia o filho do ex-companheiro, de apenas 5 anos.

“Nessa história sei que ele vai fazer eu me pagar como a louca, e que eu agredia seu filho, onde ele forçava o próprio filho de 5 anos a dormir contra a vontade. As pessoas que virem sabem do que passei, agora ele esta preso, mas infelizmente o dinheiro paga a justiça, e ele já já tá livre. Não sou a louca da história, só fui mais uma vítima, e tenho vídeos que outros hóspedes fizeram da agressão que sofri, vou prestar meu depoimento para o noticiário de Sorriso, lá publico o vídeo onde ele me agredia”, avisou ela.

O suposto agressor é o agricultor Nédio Germiniani, que possui histórico violento. Em 2018, ele teria agredido a própria filha violentamente em sua residência, na cidade de Sorriso, e ameaçado de morte com uma arma de fogo um porteiro que tentou intervir nas agressões. Ele também já foi alvo de uma operação da Polícia Judiciária Civil (PJC) por “roubo” de energia elétrica. Os agentes detectaram um “gato” numa de suas propriedades.

O QUE DIZ O MALAI

Por meio de nota, o resort Malai Manso informou que não compactua com agressões e foi o responsável por acionar a Polícia Militar e o Conselho Tutelar.

NOTA DE ESCLARECIMENTO E REPÚDIO

O Malai Manso Resort repudia todo e qualquer tipo de agressão e informa que, assim que tomou conhecimento do fato ocorrido na madrugada do dia 23 de janeiro, durante uma briga de casal, acionou as autoridades competentes, bem como sua equipe de segurança.

O resort agradece a Polícia Militar e o Conselho Tutelar do município de Chapada dos Guimarães-MT, que agiram rapidamente e conduziram a situação dentro dos procedimentos recomendados. A equipe do empreendimento deu todo apoio à vítima, inclusive destacando equipe para acompanhamento à delegacia para registro de boletim de ocorrência.

O Malai Manso Resort é sinônimo de felicidade e lugar onde famílias e amigos confraternizam e se divertem, sem nenhum prejuízo quanto a gênero, raça, cor, religião e orientação sexual.

O resort lamenta o incidente ocorrido em suas dependências e afirma seu compromisso contra qualquer tipo de preconceito da sociedade.

O CASO

A confusão envolvendo Helen Machado também contou com a participação da família do ex-marido. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima pediu ajuda após ser agredida por seu companheiro. Ao chegarem ao local, uma mulher de 32 anos, que se apresentou como filha do agressor, tentou impedir que os policiais entrassem no bangalô, onde estava o pai.

Bastante alterada, ela insultou e agrediu com tapas os PMs. Insatisfeita, ela ainda bateu nos funcionários do hotel e teve que ser algemada. 

O agressor, Nédio Germiniani, que estava em um quarto do bangalô, se recusou a abrir a porta para os policiais. Um funcionário do hotel destrancou a passagem com uma chave reserva. Ao adentrar no espaço, os militares informaram que ele seria encaminhado a delegacia. O acusado, no entanto, resistiu à prisão e assim como a filha, precisou ser algemado.

Uma criança, filho do agressor, ficou no local sob cuidados de um funcionário do hotel até a chegada do Conselho Tutelar.

O homem foi encaminhado a Cadeia Pública para aguardar a decisão judicial de homologação da prisão em flagrante. Ele foi autuado e deve responder pelo crime de Lesão Corporal por Violência Doméstica.

malai

malai



Fonte: Folhamax 

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »