12/01/2021 às 11h58min - Atualizada em 12/01/2021 às 11h58min

Advogado de Barra do Garças que foi preso político no governo militar é mais uma vítima da covid

Flores tinha 87 anos e estava aposentado morando em Goiânia quando foi alcançado pelo vírus

Araguaia Notícia
Uma notícia muito triste pegou a população de Barra do Garças-MT e região de surpresa: a morte do advogado Florisvaldo Flores Lopes, de 87 anos, que faleceu em Goiânia, por volta das 23 horas de segunda-feira dia 11/01. Ele estava internado há uma semana em decorrência da Covid. O advogado da prefeitura e sobrinho de Flores, Onildo Beltrão, disse que tio começou a passar mal no sábado retrasado e foi até hospital onde os médicos diagnosticaram que seria o vírus da covid.

Começou então uma luta do advogado aposentado, que infelizmente sentiu falta de ar, e faleceu no dia de ontem. Flores tinha mais de cinquenta de anos de atuação na advocacia e foi o fundador e primeiro presidente da subseção da OAB de Barra do Garças.

Mas antes de brilhar como advogado, ele foi um ativista defensor da democracia dentro do governo militar. Ele foi preso político no início da década de 70, como recorda o amigo de profissão, o advogado Lourival Moreira da Mata. Flores juntamente com ex-prefeito Wilmar Peres e os ex-vereadores Dercy Gomes da Silva e Francisco Enzo Pizano foram capturados pelos soldados do Exército que vieram de Cuiabá numa missão e foram levados para capital do estado onde permaneceram presos por sessenta dias.

Na época esse assunto ganhou repercussão nacional, Flores e os amigos eram considerados insubordinados a ditadura militar, ou seja, defendiam a liberdade de expressão e a democracia. Detalhe ficaram reclusos sem serem ouvidos e sequer tinham um mandado de prisão contra eles. Num belo dia, os militares resolveram soltá-los perto do batalhão da 44 de Cuiabá sem darem mais justificativas.

Flores então se tornou advogado com atuação nas áreas cível e criminal. Em 1993 foi convidado por Wilmar Peres para ser secretário de Turismo da prefeitura de Barra do Garças. Nos últimos anos, Flores já aposentado, se mudou para Goiânia e lá será sepultado devido os protocolos da Covid na capital goiana. Flores era viúvo e deixa quatro filhos, três moram em Goiânia e uma filha mora aqui na Barra.
 
Acompanhe logo abaixo as notas de pesar emitidas pelo presidente da OAB de Barra do Garças, André Luiz Soares Bernardes, e pelo colega, Lourival Moreira da Mata.

NOTA DE PESAR

OAB DE BARRA DO GARÇAS 
 
A Ordem dos Advogados do Brasil - Subseção de Barra do Garças, com muita dor e tristeza comunica o falecimento do nosso honroso e grandioso colega Dr FLORISVALDO FLORES LOPES, vítima do COVID-19. Ele foi um dos pioneiros na advocacia de Barra do Garças, lutou muito pela criação de nossa Subseção e por isso foi o primeiro Presidente. Um homem muito educado, cortes e justo, lutador aguerrido e incansável pelos direitos e garantias individuais e também pelos direitos da advocacia, pela qual era apaixonado, um exemplo a ser seguindo. A Ordem dos Advogados do Brasil ficará com uma lacuna imensa com a partida do Dr Flores, como era conhecido, para outro plano.

LOURIVAL MOREIRA DA MATA (vice-presidente da OAB-BG)

Morreu em Goiânia, o Advogado Florisvaldo Flôres Lopes. Eu o conhecia desde à minha adolescência, o Dr. Flôres, como era conhecido, educado, cortês, elegante na conduta, um dos Advogados mais preparados juridicamente, ótima oratória, dotado de qualidade ímpar, intransigente na defesa da liberdade, da democracia e dos direitos humanos.

E por isso foi preso arbitrária e ilegalmente pela ditadura militar, mais de 60 dias, nem inquérito policial militar contra existia, juntamente com outros bravos defensores da redemocratização do Brasil. A morte do colega Dr. Flôres deixa uma enorme lacuna na Advocacia brasileira, mato-grossense e, em especial, na de Barra do Garças, onde foi fundador e primeiro Presidente da nossa Sub-Seção, nunca deve ser esquecido.

À família do Dr. Flôres os meus profundos sentimentos de pêsames e homenagem à sua inesquecível memória, aos(às) colegas o desejo de guardar nosso reconhecimento, amor e respeito pelo que ele fez em prol da nossa categoria.

Flores foi preso político no governo militar

Flores foi preso político no governo militar

Na década de 90, foi secretário de Turismo de Barra do Garças-MT

Notícias Relacionadas »
Comentários »