21/12/2020 às 12h15min - Atualizada em 21/12/2020 às 12h15min

Ex-namorado é levado para presídio após ser preso por matar empregada doméstica

Imagens da câmera de segurança de um estabelecimento na região mostram o momento do crime. Domingas Cecília da Silva Oliveira já havia feito denúncias de violência doméstica contra o ex-companheiro.

G1 MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
O ex-namorado que foi preso em flagrante por matar a empregada doméstica Domingas Cecília da Silva Oliveira, de 49 anos, foi encaminhado ao Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), antigo Presídio do Carumbé, nesse domingo (20).

Ele passou por audiência de custódia com o juiz Lídio Modesto da Silva Filho, da Quarta Vara Criminal. O magistrado converteu a prisão dele em flagrante para preventiva.


A vítima foi morta esfaqueada neste sábado (19) pelo ex-namorado, Alecino Anunciação de Santana, de 40 anos, na Avenida Carmindo de Campos, em Cuiabá.

Domingas estava no caminho para o trabalho quando foi assassinada. O copo dela foi enterrado nesse domingo em Barão de Melgaço, onde vivem famiiares.

Imagens da câmera de segurança de um estabelecimento na região mostram o momento do crime.

O suspeito foi preso na casa dele logo após ser identificado como autor do crime.

De acordo com o delegado Anderson Veiga, da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), Domingas teve um relacionamento com Alecino por dez anos e já havia registrado denúncias contra o ex-companheiro por violência doméstica.

O delegado afirmou também que a vítima já teve medida protetiva contra o ex-companheiro e que o suspeito, inclusive, já usou tornozeleira eletrônica por violência doméstica cometida contra a ex-namorada.

Domingas saía todos os dias de casa por volta das 05h15 para o seu local de trabalho, que fica a, aproximadamente, 100 metros de sua residência, no bairro Campo Velho.

Para praticar o crime, o suspeito esperou a vítima sair e passou a persegui-la de bicicleta.

A avenida em que o crime aconteceu é movimentada, mas, por causa do horário, o comércio da região não estava aberto e a rua, vazia.

A vítima já estava morta quando o Samu chegou no local.

Com ela, foram encontradas uma mochila e uma aliança. No celular de Domingas, a polícia encontrou diversas mensagens com ameaças de morte enviadas pelo suspeito.

Com as imagens das câmeras e identificação do supeito feita pelas testemunhas, os investigadores da DHPP foram até a residência de Alecino, onde foi realizada a prisão em flagrante.

Ele foi conduzido à delegacia e após ser interrogado pelo delegado Anderson Veiga foi autuado em flagrante pelo crime de feminicídio.

Feminicídios

O número de casos de feminicídio aumentou 42% em Mato Grosso em 2020 em comparação com 2019. Os dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) apontam que foram 54 casos entre janeiro e novembro deste ano. No mesmo período do ano passado foram 38.

Já os homicídios de mulheres, não qualificados como feminicídio, foram 36 neste ano. No mesmo período do ano passado foram 43, uma redução de 16%.

Ao somar os feminicídios e homicídios de vítimas femininas, são 90 casos contra 81 no mesmo período de 2019, o que representa um aumento de 11% em ocorrências do tipo.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.5%
17.7%
75.2%