15/12/2020 às 16h51min - Atualizada em 15/12/2020 às 16h51min

Festas de fim de ano e a pandemia do coronavírus

A saudade das confraternizações e o medo de contaminação preocupam a população e especialistas.

ARAGUAIA NOTÍCIA
Melissa Nakamura
Imagem: Getty Images

O ano de 2020 foi um ano atípico, todas as pessoas ao redor do mundo foram e ainda são afetadas pela pandemia. Foi preciso se acostumar ao “novo normal” e lidar com muitas perdas durante esse ano.  

 

Com as festas de fim de ano se aproximando, aquela necessidade de contato humano e confraternizações aumenta, mas ao mesmo tempo o medo do vírus confunde a cabeça de todos aqueles que ainda se preocupam com a pandemia.  

 

Segundo a Revista Galileu, especialistas do Hospital Israelita Albert Einstein recomendam que a população tenha consciência de que todos são responsáveis pelo controle da doença, e que as políticas públicas serão essenciais para evitar o aumento de contaminações pelo coronavírus. 

 

A revista ainda relata as orientações publicadas pelo Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos para diminuir os riscos de contágio. Lembrando que enquanto não houver vacina as aglomerações ainda apresentam alto risco de contaminação.  

 

Algumas das recomendações alertam para não se encontrar com pessoas que foram diagnosticadas com Covid-19, que estejam com sintomas ou que ainda aguardam resultado de exames. Evitar viagens de avião, ônibus ou outros transportes coletivos, evitar reuniões em locais fechados, respeitar os cuidados sanitários e se possível as regras de distanciamento. 

 

Para conferir as outras recomendações do CDC, acesse o site da Revista Galileu 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.5%
17.6%
75.2%