27/10/2020 às 16h34min - Atualizada em 27/10/2020 às 16h34min

Policia Rodoviária Federal auxiliaram na distribuição de água e alimentos para garantir a sobrevivência da Fauna no Pantanal

Assessoria de Comunicação
Policia Rodoviária Federal
Entre os dias 23 e 25 de outubro, Policiais Rodoviários Federais deslocaram-se até Poconé/MT com a missão de auxiliar na distribuição de água e alimentos, em pontos específicos, afim de garantir o mínimo necessário para a sobrevivência da fauna local.

Seis Policiais, utilizando-se de 3 viaturas, juntaram forças com equipes da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, Força Tática, Polícia Militar Ambiental, IBAMA, Marinha do Brasil, Polícia Penal e percorram a rodovia Transpantaneira (MT-060) colaborando com o transporte dos mantimentos e equipes técnicas para resgatar animais com queimaduras ou fragilizados pela escassez de água e mantimentos.

O trecho da Rodovia Transpantaneira é seccionado por diversas pontes sobre alagados, mas que devido à escassez das chuvas, estão em grande maioria, secos. Em determinados locais e sob algumas das pontes, estão sendo distribuídos alimento e água, que são colocados em cochos para os animais.

Ao longo das atividades, foram distribuídos cerca 840 kg de suprimentos para os animais e no domingo (25), as equipes auxiliaram o transporte de um filhote de anta que estava debilitado, para que pudesse se recuperar em um local com melhor espaço e estrutura.

O Tenente da Polícia Militar Ambiental, comentou que a região também é utilizada como rota do tráfico de drogas e de animais que são retirados do Pantanal para serem vendidos no mercado negro, sendo que a presença da PRF é de fundamental importância para coibir essas modalidades de investida criminosa.

O Coronel Barroso (Secretário Executivo do Comitê do Fogo/SEMA), juntamente ao Tenente Delfino, do Corpo de Bombeiros e coordenador da logística local, salientaram a importância e a repercussão pela presença da PRF.

“Foi de fundamental importância tanto quanto às atribuições de logística, quanto de segurança, pois somente a presença da PRF já faz com que condutores diminuam a velocidade ao transitar pela Transpantaneira, minimizando os acidentes e atropelamentos da fauna nativa.” Palavras do Tenente Delfino

Destaca-se que, conforme a Constituição Federal de 1988, em seu artigo 225, o Pantanal Mato-grossense é patrimônio nacional, sendo o meio ambiente direito de todos, impondo-se ao Poder Público e a coletividade o dever de defende-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.5%
4.6%
19.9%
73.9%