21/10/2020 às 12h13min - Atualizada em 21/10/2020 às 12h13min

Onça volta ao Pantanal após se recuperar de ferimentos causados por incêndios florestais

O animal foi encontrado com algumas queimaduras e desidratado. A onça foi solta no mesmo local em que foi resgatada, no Parque Estadual Encontro das Águas

Renata Prata | Sema/MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
Onça pintada foi solta no Pantanal depois de passar mais de um mês em recuperação por conta dos ferimentos causados por incêndios florestais.
O animal (chamado de Ousado pelo grupo de resgate) foi resgatado com algumas queimaduras, ferido e desidratado, além de estar muito fraco. O bicho foi levado para o Instituto Nex, no estado de Goiás, onde recebeu tratamento especializado.

O animal foi solto no mesmo local em que foi resgatado, no Parque Estadual Encontro das Águas, no Pantanal. Ele foi transportado de carro, de Goiás até Mato Grosso, e será monitorado nos primeiros dias de volta a natureza.

“A onça pintada é um animal territorialista, um grande carnívoro predador que está no topo da cadeia alimentar e que geralmente caça animais de pequeno e médio porte. Como o ‘Ousado’ foi solto no mesmo local em que foi resgatado, ele já tem ali seu espaço, de certa forma, demarcado e não precisará invadir o espaço de outros para buscar seu alimento”, explicou a coordenadora de Fauna e Recursos Pesqueiro da Sema Neusa Arenhart.

Participaram dos processos de resgate e soltura a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de Fauna e Recursos Pesqueiros e Comitê Estadual de Gestão do Fogo, Corpo de Bombeiros, Instituto Chico Mendes (ICMBio), Ibama, Ampara Animal, ONG Panthera, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e o pesquisador Wladimir Domingues, da Universidade de Maringá.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.8%
4.6%
19.6%
74.0%