17/10/2020 às 20h06min - Atualizada em 17/10/2020 às 20h06min

Macaca com sinais de maus-tratos é atropelada e resgatada com ferimentos em MT

Animal aparenta ter sido vítima de maus-tratos. Por ser dócil e apresentar subnutrição, há suspeita de que tenha sido domesticada ilegalmente.

G1 MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
Uma macaca da espécie cuxiú-de-nariz-branco foi resgatada por moradore às margens da rodovia BR-163 após ter sido atropelada, nessa sexta-feira (16), em Guarantã do Norte, a 730 km de Cuiabá. A primata foi entregue pela população ao Corpo de Bombeiros Militar que acionou a regional da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema).

O animal recebeu os primeiros atendimentos em uma clínica particular no município e seguiu para o campus de Sinop da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

De acordo com a Sema, a fêmea aparenta ter sido vítima de maus-tratos. Por ser dócil e apresentar subnutrição, há suspeita de que tenha sido domesticada ilegalmente.

A Coordenadoria de Fauna e Recursos Pesqueiros da Sema informou já acionou o Centro Nacional de Primatas para que a macaca receba os devidos encaminhamentos assim que tiver alta hospitalar.

O cuxiú-de-nariz-branco é uma espécie quase ameaçada de extinção nativo da região Sul da Floresta Amazônica. É um primata pequeno, de até 3 quilos, e normalmente vive em bandos de até 40 indivíduos.

A Sema orienta a população a não tentar domesticar animais de vida livre. Manter animais silvestres em cativeiro sem a devida anuência dos órgãos ambientais é ilegal e traz prejuízos à saúde do animal e ao desenvolvimento do animal, como estresse e subnutrição, podendo, inclusive, levá-lo a óbito.
Notícias Relacionadas »
Comentários »