11/10/2020 às 17h58min - Atualizada em 11/10/2020 às 17h58min

Indigenista morre de Covid-19 em MT após mais de um mês internado

Valdenilton Evangelista de Souza, 65 anos, dedicou 35 anos de vida ao indigenismo.

G1 MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
O servidor Valdenilton Evangelista de Souza, 65 anos, morreu nesse sábado (10), com Covid-19, em Juína. Ele atuava no Distrito Sanitário Indígena (DSEI) Vilhena, na base de Juína.

O Ministério Público Federal (MPF) emitiu uma nota de pesar pela morte dele. Segundo o órgão, ele dedicou 35 anos de vida ao indigenismo.

Valdenilton trabalhava como motorista e gestor de frota.

Ele ficou internado por 34 dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital São Lucas, em Juína, até o falecimento.

Souza trabalhou nas Coordenações Regionais de Guajará Mirim, Porto Velho e Cacoal em Rondónia, e na Coordenação Regional Noroeste de MT, do início dos anos 2000 a 2017, quando foi exonerado da Fundação Nacional do Índio (Funai), devido à extinção de diversos cargos de assessoramento. Foi então que iniciou os trabalhos no DSEI Vilhena.

Em Juína foram 37 mortes pela doença.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.5%
4.6%
19.9%
73.9%