07/10/2020 às 12h25min - Atualizada em 07/10/2020 às 12h25min

Posto onde PM foi morto por colegas em MT e vídeo que mostra a cena passam por perícia

Ricardo Ferreira de Azevedo, de 36 anos, era do serviço de inteligência e não usava farda. Ele teria supostamente sido confundido com um criminoso.

G1 MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
O posto onde o soldado Ricardo Ferreira de Azevedo, de 36 anos, foi morto por colegas ao supostamente ser confundido com um criminoso, em maio deste ano, em Cuiabá, passou por perícia na noite de segunda-feira (5). A informação foi divulgada nesta quarta-feira (7). (Veja o vídeo do caso logo abaixo).

Os quatro policiais militares que participaram da ação que resultou na morte de Ricardo foram afastados e estão sendo investigados Corregedoria Geral da Polícia Militar. O policial foi confundido com um criminoso e foi atingido por tiros disparados por um colega.

Peritos Criminais da Gerência de Perícias em Áudio e Video da Politec realizaram uma perícia no posto Renascença, localizado na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, no bairro Baú.

De acordo com a Politec, o objetivo da perícia é responder aos questionamentos da Corregedoria da PM, que acompanha o caso, como a distância da viatura até a vítima, visibilidade da pessoa que atirou e outras perguntas.

Os dados coletados durante a análise serão sobrepostos e confrontados com as imagens registradas no dia da ocorrência.

Azevedo atuava no Serviço de Inteligência e, por causa disso, não costumava usar farda. Estava atuando no levantamento de informações sobre roubos, furtos e tráfico de droga.

Segundo a PM, a equipe do solado estava ajudando a Rotam (Ronda Ostensiva Tático Metropolitana) em busca de supostos criminosos que estavam em uma moto na região.

Logo depois que chegaram ao posto de combustível que fica no cruzamento das avenidas Rubens de Mendonça e Mato Grosso identificaram uma moto com as mesmas características da informada pela equipe da Rotam.

Em seguida, chegou ao local uma equipe da Força Tática que viu a ação realizada pela equipe do soldado Azevedo e que não identificou que se tratavam de policiais militares e atirou na vítima.

Ele foi encaminhado ao Hospital Municipal de Cuiabá, onde passou por uma cirurgia e morreu

Imagens do crime

Um vídeo da câmera de segurança de um posto de combustíveis mostra o momento em que o soldado foi morto. As imagens mostram a vítima passando do outro lado da rua e voltando na contramão em uma moto para abordar dois suspeitos.

Neste momento, uma viatura da Força Tática chega ao local e os policias descem do carro e atiram no colega, que estava à paisana.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
4.7%
19.9%
73.8%