05/10/2020 às 21h26min - Atualizada em 05/10/2020 às 21h26min

PM de SP é preso suspeito de matar marido da prima e esfaquear duas pessoas durante festa em família em MT

Ricardo de Oliveira Evangelista, de 40 anos, não resistiu e morreu após ser esfaqueado. Policial e a vítima discutiram momentos antes do crime.

G1 MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
Um soldado da Polícia Militar de São Paulo foi preso neste domingo (4) suspeito de matar uma pessoa e esfaquear outras duas durante uma festa familiar em Nova Mutum, cidade a 269 km de Cuiabá. O nome do suspeito, de 31 anos, não foi divulgado.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, o crime ocorreu em uma casa no bairro Flamboyans. Ricardo de Oliveira Evangelista, de 40 anos, não resistiu e morreu após ser esfaqueado. Ele é marido da prima do policial.

As testemunhas informaram que antes do crime estavam todos confraternizando em família e ingeriram bebidas alcoólicas. O soldado e Ricardo teriam discutido e o suspeito deixou o local.

No entanto, voltou momentos depois armado com duas facas e atacou Ricardo. As outras duas pessoas foram esfaqueadas ao tentarem impedir o soldado.

Segundo a PM, os três homens esfaqueados foram levados para um hospital em Nova Mutum. O policial militar foi preso dentro da casa e confessou que esfaqueou as vítimas.

Ele não apresentou documentos, mas afirmou que é soldado em São Paulo, mas estava afastado das atividades.

As outras duas pessoas esfaqueadas foram atendidas no hospital e liberadas.

As Corregedorias da Polícia Militar de São Paulo e de Mato Grosso foram informadas sobre o caso.

O soldado foi levado até o batalhão da PM e deve ser transferido. As duas facas foram apreendidas e o caso deve ser investigado pela Polícia Civil de Mato Grosso.

O G1 pediu informações sobre a investigação à Polícia Civil, mas não teve retorno.

O advogado do policial militar disse ao G1 que o somente vai declarar algo após a oitiva das testemunhas e das vítimas.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.8%
5.0%
19.9%
73.3%