02/10/2020 às 09h58min - Atualizada em 02/10/2020 às 09h58min

Mulher é agredida pelo ex com soco na boca após confraternização em Barra do Garças

Araguaia Notícia


A Polícia Militar registrou mais um ato de selvageria contra a mulher no município de Barra do Garças, no leste de Mato Grosso. Uma agressão gratuita de um homem contra sua ex-companheira, fato ocorrido já na madrugada de sexta-feira (02/10), a vítima tem 22 anos e o agressor AMMO de 34 anos.

A Polícia Militar foi informada via COPOM que a vítima teria sido agredida por seu ex-companheiro. Uma equipe da PM foi ao local onde encontrou a vítima chorando com uma com uma criança aproximadamente 2 anos no colo. Ela relatou que conviveu com suspeito por 3 anos e que estava separada dele por aproximadamente dois meses e que na data de hoje nesta noite ela teria saído juntos para uma confraternização na casa de um parente.

E nesse local discutiram sendo que ela foi levada por alguém até a sua casa e que a vítima disse que ao chegar na residência, o acusado já estava dentro e que após ela falar com o mesmo se retirar do local, o agressor nervoso de um murro na boca dela causando lesão.

Ele passou a quebrar objetos da casa com espelhos e o celular da vítima. A vítima informou que teme por sua vida pois o suspeito a ameaçou de morte. Ele fugiu e levou a chave das portas da casa e uma televisão também que ficava na sala. A vítima informou que teria medida protetiva em desfavor do suspeito, porém não apresentou a esse que policial tal documento.

Diante disto, a PM juntamente com a vítima foram à casa da mãe do suspeito no intuito de localiza-lo porém sem êxito. Observação a vítima informou que não deslocaria para registrar ocorrência porque seu filho é muito pequeno e que ele estava com sono e que ficaria no local do fato para cuidar da sua casa, já que o imóvel estava sem a chave nas portas para trancar.


 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.8%
4.7%
19.9%
73.6%